MENU

Ataques a motoristas e fogo em veículos já ocorrem há 2 meses no RJ

Ataques a motoristas e fogo em veículos já ocorrem há 2 meses no RJ

Atualizado: Terça-feira, 23 Novembro de 2010 as 10:33

De domingo (21) até a noite de segunda-feira (22), nove roubos de motoristas e incêndios em  veículos assustaram os moradores do Rio de Janeiro. Os ataques, no entanto, começaram no final de setembro. Na época, em três dias, foram cinco ataques. Menos de uma semana depois, bandidos fizeram mais duas séries de assaltos no Elevado Paulo de Frontin, na Zona Norte, em um intervalo de apenas 12 horas. A polícia garantiu que não havia ligação entre os crimes.

Para combater a onda de assaltos, a Polícia Militar anunciou um reforço no policiamento e um helicóptero para ajudar no patrulhamento. Além disso, 19 unidades da PM tiveram mudanças no comando. No dia seguinte a essas trocas, um ataque acabou com um motorista baleado na Rodovia Presidente Dutra.

Os assaltos se seguiram em outros pontos do Rio: Túnel Santa Bárbara, Humaitá, Linha Vermelha e Fonte da Saudade. Todos muito parecidos, com bandidos roubando sempre três ou quatro motoristas e fugindo. Até que no dia 9 de novembro, bandidos começaram a colocar fogo nos carros. Em três dias, sete veículos foram incendiados em diferentes bairros do Rio e na Região Metropolitana: no Flamengo, na Via Dutra, na Estrada Grajaú-Jacarepaguá, na Rua 24 de Maio.

Cronologia recente

Apesar de anunciado o reforço no policiamento, os ataques voltaram. No domingo (23), criminosos atearam fogo em dois carros na Linha Vermelha, depois de assaltar os motoristas. Um carro da aeronáutica foi metralhado na ação. À noite, na Via Dutra, na altura da Pavuna, dois carros foram roubados e uma vítima foi baleada; houve ainda arrastões em Laranjeiras e na Lagoa, na Zona Sul.

Na segunda-feira (22), motoristas de dois carros e uma van tiveram seus veículos incendiados no Trevo das Margaridas, em Irajá. Próximo dali, na Rua Monsenhor Félix, no mesmo bairro, uma cabine da PM foi baleada. Ninguém ficou ferido.

À noite, suspeitos atiraram contra policiais na Avenida Dom Hélder Câmara, em Del Castilho, no subúrbio, atingindo a cabine da PM e um carro que estava estacionado perto. Também no subúrbio, na Via Dutra, dois carros foram queimados na altura da Pavuna, próximo ao local do episódio de domingo, e outros dois veículos foram roubados. Na Zona Norte, outros dois carros foram incendiados, um no Estácio e outro na Tijuca. Os tiros atingiram um carro que estava estacionado nas proximidades. Ninguém ficou ferido.

Na manhã desta terça-feira (23), mais um carro apareceu queimado, desta vez na Praça da Bandeira, na Zona Norte. Segundo policiais da 18ª DP (Praça da Bandeira), o proprietário contou que encontrou o carro pegando fogo e acredita que tenha sido um ataque. Peritos vão ao local para verificar o que ocorreu.

Presos com bomba em Copacabana

Em Copacabana, na Zona Sul do Rio, na madrugada desta terça-feira (23), um homem foi preso e dois menores detidos com uma bomba de fabricação caseira próximos a um carro. Eles são suspeitos, segundo a PM, de participar de ataques em Copacabana. De acordo com a polícia, eles jogaram uma bomba debaixo de um carro, mas um segurança conseguiu apagar o pavio.

veja também