MENU

Atirador de Godói é 'calvo', diz vizinha que fará retrato falado do criminoso

Atirador de Godói é 'calvo', diz vizinha que fará retrato falado do criminoso

Atualizado: Sexta-feira, 18 Fevereiro de 2011 as 1:04

Em depoimento à Polícia Civil de São Paulo, uma testemunha ocular da tentativa de assalto sofrida por Oscar Roberto Godói, na noite de quarta-feira (16), na Zona Oeste, afirmou que o agressor do ex-árbitro e jornalista é um homem calvo, “com entradas” e branco, alto, com mais de 1,75m, magro, cerca de 35 anos, que usava camiseta branca e calça jeans clara.

O relato acima sobre o criminoso que atirou pelo menos quatro vezes no ex-juiz e atual comentarista esportivo é de uma mulher que estava a menos de 20 metros de distância do criminoso e da vítima. O testemunho foi colhido na noite de quinta (17) e ajudará a polícia a fazer o retrato falado do suspeito.

Para isso, a testemunha terá de ser ouvida novamente para relatar a um desenhista da polícia as características físicas mais marcantes que notou no bandido. Nada foi levado de Godói, que passou por cirurgia e continua internada em estado grave no Hospital das Clínicas.

A mulher que passou essas informações à polícia é filha de uma moradora vizinha do prédio do amigo de Godói, em Perdizes. A mãe dela também viu a ação criminosa da janela do edifício.

O ex-árbitro foi atacado por volta das 21h de quarta na calçada em frente ao condomínio. Ele havia acabado de estacionar o carro, um Honda Civic preto, na rua Diana. Em seguida, deixou o veículo e caminhava em direção à portaria, quando foi abordado pelo bandido. Imagens gravadas pelas câmeras de segurança do prédio, que estão com a polícia, mostram o suspeito passar pela portaria antes de anunciar o assalto a Godói. Essa cena foi disponibilizada à imprensa para divulgação na tarde de quinta.

Segundo as cenas e o relato da testemunha, o criminoso chegou a conversar com a vítima. Em seguida, os dois entraram em luta corporal, o ex-juiz foi baleado, e o criminoso fugiu.

“Além do retrato falado que a testemunha ajudará a fazer, vamos analisar outras imagens para tentar enquadrar o rosto do agressor”, disse o delegado Marco Aurélio Batista, titular do 23º Distrito Policial, em Perdizes, onde o caso foi registrado e é investigado.

Existe a possibilidade de o retrato falado do suspeito ser divulgado nos próximos dias.

Investigadores também estão nas ruas em busca de pessoas com as características descritas pela testemunha que viu o crime. Os policiais procuram por homens que já cometeram assaltos na região. "Procuramos pessoas que já praticaram crimes em Perdizes e que possuam essas caraterísticas físicas descritas relatadas pela mulher", disse o delegado Batista.

A polícia também pretende ouvir Godói, assim que ele se recuperar.    

veja também