MENU

Atrasos atingem 8,2% dos voos domésticos, aponta Infraero

Atrasos atingem 8,2% dos voos domésticos, aponta Infraero

Atualizado: Quinta-feira, 30 Dezembro de 2010 as 9:23

Quem tem voos marcados para decolar na manhã desta quinta-feira (30) não deve enfrentar grandes transtornos, segundo boletim da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Dos 416 voos domésticos previstos para decolar até as 7h, 34 (8,2%) registraram atraso superior a 30 minutos e 24 (5,8%) foram cancelados.

A situação é tranquila nos aeroportos de São Paulo. Nesta manhã, em Congonhas, dos 19 voos programados, três (15,8%) foram cancelados e não há registro de atrasos. Em Guarulhos, três (11,1%) voos tiveram atraso e dois (7,4%) foram cancelados, entre os 27 previstos.

No Rio de Janeiro também não há registro de muitos voos atrasados ou cancelados. No Galeão, dos 14 voos previstos para o período, dois (14,3%) tiveram atraso e dois (14,3%) foram cancelados. No Aeroporto Santos Dumont, apenas um voo registrou atraso (7,7%) e dois (15,4%) foram cancelados, do total de 13 voos programados.

No Aeroporto de Brasília, apenas um voo (11,1%) registrou atraso e 1 (11,1%) foi cancelado, dos nove previstos.

Em Belo Horizonte, no Aeroporto Tancredo Neves, dos 20 programados até as 7h, quatro (20%) tiveram atraso e quatro (20%) foram cancelados. No Aeroporto da Pampulha, não há registro de atrasos ou cancelamentos.

Voos internacionais

Entre os 28 voos internacionais previstos para decolar até as 7h desta quinta, três (10,7%) registraram atraso e um voo foi cancelado. O cancelamento ocorreu no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

Já dos voos atrasados, um ocorreu em Fortaleza e os outros dois no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

Companhias aéreas

Nesta manhã, a companhia aérea Webjet registra o maior percentual de voos atrasados e cancelados. Dos 13 voos previstos para sair até as 7h pela empresa, quatro (30,8%) registraram atraso e três (23,1%) foram cancelados.

O G1 entrou em contato com a companhia e aguarda retorno sobre as causas dos atrasos e cancelamentos nesta manhã.

veja também