MENU

Aumenta o número de presos na operação contra milícias do RJ

Aumenta o número de presos na operação contra milícias do RJ

Atualizado: Terça-feira, 10 Novembro de 2009 as 12

Sobe para 17 o número de pessoas presas na megaoperação da Polícia Civil para desarticular os grupos de milícia que atuam na Zona Oeste, no subúrbio do Rio e na Baixada Fluminense. A ação começou durante a madrugada desta terça-feira (10).

Entre eles, está um ex-fuzileiro naval, preso em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. Todos são suspeitos de pertencer a grupo de milicianos. As informações são da própria Polícia Civil.

Os 360 policiais de 86 delegacias distritais e especializadas têm 46 mandados de prisão a cumprir na Zona Oeste e na Baixada Fluminense. Dentre os suspeitos, seis são policiais militares e três já teriam sido presos em operações anteriores.

Além dos presos, os policiais também pretendem cumprir 34 mandados de busca e apreensão. Já foram apreendidos documentos e computadores que seriam usados pelos milicianos.

De acordo com o delegado de Policiamento da Capital, Ronaldo Oliveira, a operação também tem por objetivo desarticular financeiramente as quadrilhas de milicianos que atuam na Zona Oeste.

A ação é a fase de conclusão da Operação Têmis, iniciada em 9 de maio, com a prisão do ex-PM Ricardo da Cruz Teixeira, o Batman. A Polícia ainda procura dois dos principais suspeitos de estar comandando a milícia desde a prisão de Batman.

Até o momento não há informações sobre troca de tiros.

veja também