MENU

Autoridades ambientais apreendem aves e filhotes de cachorro em feira livre no Rio

Autoridades ambientais apreendem aves e filhotes de cachorro em feira livre no Rio

Atualizado: Segunda-feira, 16 Fevereiro de 2009 as 12

Trezentas aves e dois filhotes de poodle foram apreendidos no domingo, 15 de fevereiro, durante uma operação realizada por policiais do Batalhão Florestal, Delegacia do Meio Ambiente, fiscais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e por integrantes da Comissão de Defesa do Meio Ambiente da Assembléia Legislativa do Estado em uma feira livre, na Praça São Francisco Xavier, na Tijuca, na zona norte do Rio de Janeiro.

Os animais estavam sendo vendidos irregularmente no local por duas pessoas, que foram levadas para a Delegacia do Meio Ambiente. Os bichos foram encaminhados para o Centro de Tiragem do Ibama, em Seropédica, na Baixada Fluminense.

De acordo com o presidente da Comissão de Meio Ambiente da Alerj, deputado André do PV, a comissão recebe de dez a 15 denúncias, por semana, de tráfico e comercialização de animais silvestres e o objetivo, agora, é intensificar a fiscalização, principalmente nas feiras livres armadas nos fins de semana.

"O número de denúncias vem aumentando bastante, então, temos que cobrar das autoridades competentes que intensifiquem esse tipo de ação. Especificamente na praça São Francisco Xavier, já havíamos feito uma vistoria e constatado que animais sofriam maus tratos, ficavam sem comida e eram vendidos a preços que variavam entre R$ 50 e R$ 400", afirmou o parlamentar.

Entre as aves apreendidas, havia calopsitas, trinca-ferros, curiós, sabiás, papagaios e periquitos.

As pessoas detidas com as aves prestaram depoimento na Delegacia do Meio Ambiente e foram liberadas. Elas vão responder por receptação qualificada e por crime ambiental. Se condenadas, poderão pegar até oito anos de prisão.

*Imagem ilustrativa.

veja também