MENU

Avenida Sapopemba tem asfalto em péssimas condições

Avenida Sapopemba tem asfalto em péssimas condições

Atualizado: Segunda-feira, 21 Fevereiro de 2011 as 12:50

A situação da maior avenida da América Latina não é boa. A Avenida Sampopemba, uma das mais importantes da Zona Leste de São Paulo, tem o asfalto em péssimas condições, o que representa um perigo para os motoristas e também para os pedestres. Apesar disso, a avenida não entrou no programa de recapeamento anunciado pela Prefeitura na semana passada.

Com 40 km de extensão, a Avenida Sapopemba começa na Água Rasa, passa por 53 bairros da Zona Leste, corta a cidade de Mauá e termina em Ribeirão Pires, na divisa com a Serra do Mar. Para saber a gravidade da situação, a equipe de reportagem percorreu a avenida e começou o trajeto no número 12 mil, onde há um canteiro central e duas pistas em cada sentido. Era o esperado para uma grande avenida, sempre muito movimentada. Só que pouco mais a frente, próximo ao número 26 mil, a avenida nem parece a mesma. As duas pistas viram apenas uma, estreita. Não há calçadas. O asfalto está em péssimas condições e o local está cheio de buracos.

Além disso, em vários pontos, as margens desmoronaram. A equipe de reportagem do SPTV flagrou até um operário da prefeitura bancando agente de trânsito para ajudar os motoristas. Para dirigir pela avenida, é preciso paciência e gentileza de sobra, pois, em alguns pontos, para um passar, o outro carro tem que esperar.

A avenida tem mais crateras que asfalto em sua extensão até pelo menos o ponto em que a Sapopemba encontra a Avenida Bento Guelfi. E os pedestres também enfrentam problemas para caminhar pela via. É preciso andar entre os carros.

Na semana passada, a Prefeitura anunciou um investimento de mais de R$ 20 milhões, neste ano, para a recuperar 44 km de 58 ruas da capital paulista. Apesar dos problemas, a Sapopemba não entrou no programa de recapeamento. Em nota, a Secretaria das Subprefeituras disse que vem realizando serviços de tapa-buracos e que, nos últimos seis anos, recapeou 14 dos 18 km da avenida.

veja também