MENU

Avó pede a guarda de criança e bebê abandonados em residência de MT

Avó pede a guarda de criança e bebê abandonados em residência de MT

Atualizado: Quinta-feira, 22 Setembro de 2011 as 3:31

Pais das crianças disseram que foram às compras.

(Foto: Reprodução/ TVCA)

  A avó materna da menina de dois anos e da irmã de 10 meses encontradas em situação de abandono no bairro São Simão, em Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, solicitou a guarda das meninas. Porém, antes de decidir sobre o futuro delas, o Conselho Tutelar está realizando um estudo para averiguar se a mulher que mora em Poconé, a 104 quilômetros da capital, possui condições de se responsabilizar pelas crianças.

A delegada Daniela Maidel, da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso de Várzea Grande, responsável pelas investigações do caso, explicou que nesse estudo serão analisadas a situação financeira e psicológica da avó, além do local onde ela vive. Ela adiantou ao G1 que se a avó ficar com a guarda terá de seguir uma série de critérios. "Essa guarda provisória deve ser muito criteriosa", pontuou.

De acordo com a delegada, os pais das meninas que compareceram ao Conselho Tutelar nesta quarta-feira (21) foram indiciados por abandono de incapaz e maus tratos. As crianças foram encontradas sozinhas na terça-feira (20) em um berço coberto com um mosquiteiro de tecido, como informou os policiais militares que as resgataram, juntamente com alguns conselheiros tutelares, da residência onde estavam trancadas com fome e sede. A polícia foi acionada pelos vizinhos.   Sobre os depoimentos dos pais, Daniela Maidel explicou que houve contradições nas informações prestadas pela mãe e pelo pai. "Houve contradição quanto ao período em que ficaram fora. A mãe disse que ficaram curto prazo fora, enquanto o pai contou que o tempo da ausência foi maior", afirmou a delegada, ao completar que sentiu muita frieza na forma natural como falaram sobre deixar as filhas sozinhas.

Ainda nos depoimentos, os pais alegaram que haviam saído de motocicleta para comprar lençóis e,  por isso, deixaram as crianças em casa. Até a definição da guarda, as meninas vão permanecer no Conselho Tutelar.          

veja também