MENU

Baristas participam de campeonato nacional em São Paulo

Baristas participam de campeonato nacional em São Paulo

Atualizado: Segunda-feira, 14 Março de 2011 as 4:21

Vinte e oito baristas vão disputar até quinta-feira (17) uma vaga para representar o Brasil em uma competição mundial que acontecerá em junho, em Bogotá, na Colômbia. A 10ª edição do Campeonato Brasileiro de Barista teve início nesta segunda-feira (14). Os profissionais, escolhidos em seletivas regionais, já começaram a mostrar suas habilidades.

Os baristas têm 15 minutos para preparar e servir quatro cafés, quatro cappuccinos e quatro drinques à base de café. Sete jurados acompanham as apresentações, sendo um juiz principal, dois técnicos e quatro sensoriais. “Observamos se o barista faz os cafés no tempo previsto e sem desperdício. Um bom café sai de 20 a 25 segundos. O café deve obrigatoriamente ter uma camada de espuma, que contém os óleos e açúcares de um bom café”, contou Gelma Franco, diretora de Marketing da Associação Brasileira de Café e Barista (ACBB), que realiza o evento, na Zona Leste da capital.

No preparo do cappuccino, os jurados observam o equilíbrio de sabor do café, do leite e da temperatura. “O cappuccino tem que ter necessariamente em volta o café e o branco do leite por dentro”, disse Zé Renato Figueiredo, que foi um dos jurados. Ele é também produtor de café. “O barista deve conhecer toda a cadeia produtiva do café, desde o plantio, as noções de colheita e até os detalhes para servir. Quem deixar sujeira é penalizado.”

Preparar um café de qualidade diante de tanto rigor não é tarefa fácil. A barista e turismóloga mineira Helga Cristina Carvalho de Andrade, que foi a primeira a se apresentar, disse que ocorreram alguns imprevistos. “Deu tudo errado. Ao preparar a bandeja, eu derrubei um ingrediente e tive que limpar tudo. Quando ia começar a apresentação, eu vi que tinha esquecido as minhas xícaras. Tive que voltar rápido para buscar”, contou. Porém, ela estava contente com o resultado.

“Apesar de tudo, consegui fazer tudo o que estava previsto”, afirmou. No drink especial, ela preparou um café com um purê de ameixa cozida e espuma feita com zimbro. “A espuma é para dar um aroma floral e herbácio”, disse.

Após ganhar duas edições da competição, a barista Yara Thaís Castanho tenta levar a disputa mais uma vez. Depois de vencer a edição de 2010, ela foi convidada a trabalhar em uma tradicional cafeteria em Copenhague, na Dinamarca. Castanho, que era vendedora de skates, disse que rapidamente se apaixonou pela profissão de barista ao começar a trabalhar em um café em 2005. “A dica para quem quer ser barista é se atualizar sempre porque surgem novidades no mercado”, disse.

A jurada Cleia Junqueira, diretora da Associação Brasileira de Café e Barista, disse que o consumidor brasileiro tem ficado cada vez mais exigente e afirmou que um bom café passa obrigatoriamente por um profissional capacitado. “O consumidor brasileiro está cada vez mais atento e buscando qualidade na xícara. Não adianta só eu ter um excelente café, uma máquina excelente, eu também preciso ter um profissional capacitado”, disse Junqueira.

O campeonato é aberto ao público, mas os visitantes não provam os cafés criados na competição. Eles podem, no entanto, experimentar diferentes marcas de café nos estandes e participar de oficinas e palestras.

Campeonato Brasileiro de Barista

Entrada gratuita

Data: de 14 a 17 de março

Horário: das 9h às 19h

Local: Universidade Cruzeiro do Sul - Campus Anália Franco

Endereço: Av. Regente Feijó, 1.295, São Paulo    

veja também