MENU

Bases da PM registrarão ocorrências em todo o estado de SP até agosto

Bases da PM registrarão ocorrências em todo o estado de SP até agosto

Atualizado: Quarta-feira, 23 Março de 2011 as 1:16

Todas as unidades da Polícia Militar no estado de São Paulo estarão habilitadas a registrar boletins de ocorrência de casos menos graves, como furtos e perda de documentos, até agosto deste ano. Foi o que anunciou na manhã desta quarta-feira (23) o governador Geraldo Alckmin. O processo começará na Zona Leste da capital paulista, que abrigou o projeto piloto, com um período de testes na 4ª Companhia do 2º Batalhão, em Ermelino Matarazzo.

“Foi um sucesso [o projeto piloto]. A média dos registros é de oito minutos. Pode registrar o boletim de ocorrência em uma base móvel, uma base fixa e nas companhias da PM. E online esse boletim já estará na mão do delegado, ele imediatamente vai para a Polícia Civil”, afirmou Alckmin.     O cronograma prevê que até o dia 5 de abril todas as bases da PM na Zona Leste estejam registrando boletins de ocorrência. Até o início de maio, a meta é expandir o serviço para toda a cidade de São Paulo. Até junho, a PM passará a fazer os registros em todas as unidades da região metropolitana. No mesmo mês, o serviço também será feito no Vale do Paraíba, Litoral Norte, Baixada Santista, Campinas e Piracicaba.

Em julho, será a vez de Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Bauru e Sorocaba. Já em agosto a PM passa a registrar as ocorrências nas regiões de Presidente Prudente, Andradina e Araçatuba.

A iniciativa pretende agilizar o serviço prestado à população e também o trabalho dos PMs – que muitas vezes perdem horas nas delegacias para o registro de ocorrências simples. A mudança também visa atender a população sem acesso à internet, já que as ocorrências que poderão ser registradas pela PM são aquelas que já podem ser feitas online – como furtos, extravio de documentos e encontro e desaparecimento de pessoas.

“Não vão ficar policiais para fazer o boletim. Você sempre tem policiais na base, sempre tem policiais na companhia. A Polícia Militar, como é em maior número, está muito presente territorialmente. Então é mais fácil para a pessoa encontrar uma base ou uma companhia da PM. É difícil um bairro que você não tenha uma presença da Polícia Militar.”

Mais parcerias

A Polícia Civil também será beneficiada com as mudanças. A partir de agora, os investigadores e delegados terão acesso liberado ao Fotocrim, banco de dados da PM com 400 mil registros e 1,4 milhão de fotografias de criminosos. Anteriormente, a Polícia Civil só tinha acesso aos registros mediante solicitação. “Vai ajudar no processo investigativo. Esse processo de integração, de trabalhar juntos, é importante. A polícia é uma só, ela tem as suas várias especialidades e responsabilidades.”

Nesta quarta, também foi celebrada a entrega de 229 novos veículos – entre carros e motocicletas – para o policiamento de trânsito na cidade de São Paulo, fruto de uma parceria entre governo e Prefeitura.

Aumento para os policiais civis

No mesmo evento, o governador e o secretário de Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, afirmaram que o governo está realizando negociações para o aumento dos salários dos delegados. “Temos tido boa conversa com as entidades dos policiais e estamos indo bem”, disse o governador, sem dar mais detalhes.

Já Ferreira Pinto afirmou que haverá um reajuste, mas não deu números. “Nós estamos lutando para a melhoria dos salários dos delegados, da polícia em geral. Nós entendemos que deve haver uma melhoria no salário dos delegados. A reivindicação é justa e o governador é sensível a isso. Ele aguarda uma melhora na arrecadação nos próximos meses para poder dar um índice, mas há um comprometimento. Ele não vê condições agora de falar em índice”, afirmou o secretário.

Alckmin também voltou a dizer nesta quarta que a reorganização das delegacias no interior do estado não resultará no fechamento de distritos policiais. “Nenhuma delegacia vai ser fechada. As delegacias continuam. Nós até estamos trabalhando para aumentar o numero de PMs nas menores cidades”, disse o governador. Segundo ele, apenas cidades muito pequenas passarão a dividir o delegado com outros municípios, mas manterão seus policiais.

O secretário da Segurança também falou sobre o assunto. “No interior houve a criação de muitos distritos policiais sem critério algum. Criar unidades policiais é muito fácil, isso se faz por decreto. Mas não se cria cargos”, afirmou.      

veja também