MENU

Bebê morre após ser arrastado por enxurrada no interior do Paraná

Bebê morre após ser arrastado por enxurrada no interior do Paraná

Atualizado: Segunda-feira, 17 Outubro de 2011 as 10:24

As chuvas que atingiram a região norte do Paraná entre a tarde de quinta (13) e a noite de sábado (15) causaram a morte de duas pessoas e deixaram uma desaparecida. Em Ortigueira, um bebê recém-nascido de 15 dias morreu após o carro no qual viajava com os pais ser arrastado. Em Londrina, um ciclista morreu após ser arrastado pela enxurrada. O corpo do ciclista de 26 anos foi encontrado no domingo (16) , nos fundos de uma empresa a cerca de 1.500 m do local onde desapareceu. O bebê foi encontrado na tarde de domingo (16) às margens de uma estrada rural. O motorista de uma caminhonete, que desapareceu após furar um bloqueio da Guarda Municipal e cair no local onde havia uma ponte que desabou no sábado, continua desaparecido. Também em Londrina, dezesseis famílias precisaram desocupar um edifício na noite de domingo (16) por causa de rachaduras causadas por causa da chuva. Segundo os bombeiros, o prédio corre o risco de desabar e vai passar por nova vistoria na manhã desta segunda (17).

O bebê de 15 dias morreu após ser arrastado por uma enxurrada na noite de sábado. De acordo com a  Defesa Civil, o casal voltava de uma visita à casa de familiares e foi surpreendido pela correnteza em uma estrada rural. O carro rodopiou na água e a família conseguiu sair do veículo, mas o bebê caiu na correnteza.

O casal desceu do carro e tentou seguir o trecho a pé para pedir socorro, mas acabou caindo no Rio Apucaraninha, que havia transbordado. Eles ficaram enroscados em uma árvore e foram resgatados na manhã de domingo (17) por um agricultor, que utilizou um trator para salvá-los. O corpo do bebê foi encontrado pelos bombeiros na margem da estrada minutos após o resgate dos pais. O delegado de Ortigueira, Mário Sérgio (Bradock) Zacheski disse ao G1 que será aberto inquérito policial para apurar as responsabilidades dos pais, mas adiantou que, neste caso, trata-se de uma fatalidade.

Segundo a Defesa Civil, mais de 100 mil famílias foram afetadas pela chuva na região norte do estado. O Corpo de Bombeiros recebeu mais de 700 chamadas de alagamentos, deslizamentos de terra e pedidos de socorro durante os temporais.          

veja também