MENU

Bispo Gê defende diploma para jornalistas

Bispo Gê defende diploma para jornalistas

Atualizado: Terça-feira, 7 Julho de 2009 as 12

O Deputado Federal Bispo Geraldo Teunta (DEM-SP) acaba de ingressar na luta pela criação da Frente Parlamentar em Defesa do Curso Superior para o Exercício da Profissão de Jornalista. Juntamente com a deputada Rebecca Garcia, Bispo Gê defende que a profissão de jornalista deve ser preservada.

Com base no princípio constitucional da "liberdade de expressão", o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que, diante da legislação atual, o diploma não é necessário para atribuição do registro de jornalista. Os Ministros do STF declararam que na atividade jornalística avulta o talento, que pode nascer em qualquer pessoa, não necessitando de formação.

Bispo Gê acredita que o curso superior de jornalismo pode aperfeiçoar tanto alguém que nasceu com talento para a área, como também alguém que nunca teve experiências profissionais, mas pode posteriormente adquiri-las. "Claro que existem pessoas sem diploma que podem atuar na área, mas isso não altera a experiência acadêmica de quem fez curso superior. Defendo que a profissão precisa ser preservada", disse o deputado e completou: "acredito que existe talento, dom de Deus; mas existem também aqueles que têm seus talentos lapidados pelo curso acadêmico de jornalismo".

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também