MENU

Bortolotto encena a melancolia da meia-idade em espetáculo

Bortolotto encena a melancolia da meia-idade em espetáculo

Atualizado: Segunda-feira, 26 Abril de 2010 as 12

O Espaço Parlapatões (centro de São Paulo) recebe, desde sábado (24), o novo espetáculo de Mario Bortolotto, "Música para Ninar Dinossauros", no qual ele escreve, dirige e atua.

O trabalho nasceu da vontade de subir ao palco com dois amigos, Paulo de Tharso e Lourenço Mutarelli. Para eles, criou a história de três homens à beira dos 50 anos incapazes e ter relações convencionais com as mulheres e que, por isso, estão sempre às voltas com prostitutas. Num outro plano, outros três atores representam Igor, Treta e Zed, 20 anos mais jovens.

O espetáculo retrata uma geração que nasceu tarde para participar da revolução sexual dos anos 1960 e que, ao mesmo tempo, já estava velha para ir às ruas com os "caras-pintadas" nos anos 1990.

Apesar disso, não é uma peça sobre a crise da meia-idade, explica Bortolotto. "Eles são três caras que já tinham consciência do buraco em que estavam, estão calmos em relação ao futuro."

"Música... " foi concluída após um assalto em que Bortolotto levou três tiros, em dezembro de 2009. "O incidente acrescentou uma dose a mais de melancolia."

A montagem fica em cartaz até 23 de maio.

veja também