MENU

'Botaram a arma na cabeça do meu marido', diz vítima de arrastão em SP

'Botaram a arma na cabeça do meu marido', diz vítima de arrastão em SP

Atualizado: Segunda-feira, 21 Março de 2011 as 8:58

Uma das vítimas do arrastão ocorrido em um restaurante chinês na Zona Oeste de São Paulo neste fim de semana disse que a ação foi rápida. “Botaram uma arma na cabeça do meu marido e começaram a assaltar todas as mesas. Ninguém se mexia”, disse.

“Só deu para ver que era um 38 e que estava carregado. Eu estava tremendo muito”, afirmou uma outra vítima.

Era hora do almoço de domingo. O restaurante chinês, na região do Butantã estava movimentado. Dois homens entraram armados, fecharam as portas e anunciaram o assalto.

Os ladrões ficaram só alguns minutos no restaurante. Eles pegaram o dinheiro do caixa e passaram de mesa em mesa para roubar os clientes.

Cerca de trinta pessoas estavam almoçando. Muitas foram ameaçadas. Os criminosos pediram dinheiro e levaram também relógios e óculos.

Os dois homens fugiram no carro de uma das vítimas. Foi pela descrição dos óculos roubados que a polícia encontrou os assaltantes.

Desde fevereiro, foram pelo menos 15 arrastões em restaurantes e bares em Pinheiros, na Vila Madalena, na Vila Mariana, nos Jardins e no Ipiranga. Na semana passada, quatro foram detidos suspeitos de participar de assaltos na Zona Oeste.

Agora a polícia vai chamar as vítimas desses outros roubos para ver se elas reconhecem os dois homens presos depois do arrastão no restaurante chinês.        

veja também