Brasil quer participar com Turquia de negociações do grupo 5+1 sobre Irã

Brasil quer participar com Turquia de negociações do grupo 5+1 sobre Irã

Atualizado: Terça-feira, 18 Maio de 2010 as 2:56

O Brasil considera normal e desejável que o Brasil e a Turquia, que obtiveram um acordo do Irã sobre o enriquecimento de urânio no exterior, participem nas negociações do chamado grupo ''5+1'' de grandes potências sobre o programa nuclear iraniano, declarou nesta terça-feira (18), em Madri,  Marco Aurélio Garcia, asessor de política externa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

''Acho que seria normal que pelo menos uma boa parte das negociações se abram (para o Brasil e a Turquia). Seria normal e desejável'', afirmou Garcia em Madri, onde está para reunião bilateral entre a América Latina e a União Europeia.

Garcia disse que nao se trata de formalizar um novo grupo porque, segundo ele, o grupo 5+1 é informal.

O 5+1 é formado pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU (Estados Unidos, Rússia, China, França e Grã-Bretanha) e também pela Alemanha.

A declaração de Garcia vem no mesmo dia em que o Conselho de Segurança deve se reunir para aprovar uma nova rodade de sanções contra o Irã.

veja também