MENU

Brasil se omite sobre crimes do regime militar argentino

Brasil se omite sobre crimes do regime militar argentino

Atualizado: Domingo, 10 Julho de 2011 as 9:55

O Brasil evita tornar-se parte em ações na Justiça argentina que investigam o desaparecimento de brasileiros no país durante sua última ditadura militar (1976-83), informa reportagem de   Lucas Ferraz , publicada na edição deste domingo da   Folha

  Desde 2005, o país vizinho já processou mais de 820 pessoas por crimes ocorridos no período, resultando até agora em mais de 200 condenações na Justiça.

Países como Chile, Espanha e França já se tornaram parte em ações que investigam o desaparecimento de cidadãos que foram mortos durante o terrorismo de Estado que vigorou na Argentina. O Brasil poderia participar de pelo menos três ações em andamento que estão relacionadas ao desaparecimento de brasileiros.

Além de cobrar por Justiça, o Estado poderia contribuir com informações e documentos de antigos órgãos de repressão para ajudar a esclarecer os casos. "O governo brasileiro tem todas as condições de apresentar-se como parte. Pelo jeito, não quis", disse à   Folha Pablo Parenti, coordenador de direitos de direitos humanos do Ministério Público Federal da Argentina e um dos responsáveis pelas ações sobre desaparecidos.   FOnte: FOlha

veja também