Brasileiro considera intermediária produção científica do país

Brasileiro considera intermediária produção científica do país

Atualizado: Terça-feira, 11 Janeiro de 2011 as 10:23

Para o brasileiro, a produção científica e tecnológica nacional está na posição intermediária, segundo identificou uma pesquisa do Ministério da Ciência e Tecnologia. Conforme o levantamento, feito em 2010, 49,7% das pessoas ouvidas acharam que a ciência e tecnologia no Brasil está na posição intermediária, 19,7% consideram que a posição do país em conhecimento científico e tecnológico é avançada e 26,7% concluíram que o Brasil é atrasado no tema.

Na pesquisa anterior, feita em 2006, os percentuais eram de 45%, 18% e 33% respectivamente. Para o coordenador da pesquisa e diretor do Departamento de Popularização e Difusão da Ciência e Tecnologia do ministério, Ildeu Moreira, a opinião do brasileiro está correta. "A ciência brasileira teve avanços magníficos em algumas áreas, como agricultura e exploração do petróleo e em outras, não. A apreciação está correta", afirmou.

Na opinião dos entrevistados, o desenvolvimento do setor não é maior por causa de recursos insuficientes (31%), de laboratórios mal equipados (16,3%) e  do pequeno número de cientistas e pesquisadores (12,3%).

A pesquisa ouviu 2.016 homens e mulheres com idade superior a 16 anos, de 23 de junho a 6 de julho de 2010, em todas as regiões do país. O grau de escolaridade do entrevistado variou do ensino fundamental incompleto ao ensino superior completo, com renda de um salário mínimo (equivalente a R$ 510) a acima de 20 salários mínimos (mais de R$ 10,2 mil).

Por: Carolina Pimentel

veja também