MENU

"Bruno a chamou e disse que ia reconhecer a criança", diz pai de Eliza

"Bruno a chamou e disse que ia reconhecer a criança", diz pai de Eliza

Atualizado: Quarta-feira, 30 Junho de 2010 as 7:33

''Na última vez em que falei com minha filha ela estava muito feliz. Disse que Bruno havia mudado com ela e a tinha chamado para Minas Gerais para reconhecer a criança''. Foi assim que Luís Carlos Samudio, pai de Eliza Samudio, descreveu o último contato que teve com a filha, há cerca de 30 dias.

Eliza, 25 anos, está desaparecida há três semanas. A jovem teria tido um relacionamento com o goleiro Bruno, do Flamengo, no ano passado e alegava que o jogador é pai de um bebê de 4 meses. Ela pedia, na Justiça, o reconhecimento da paternidade do filho. Segundo a delegada Alessandra Wilke, Bruno é suspeito de envolvimento no desaparecimento de Eliza.

Samudio diz que costumava conversar com a filha via internet e não a via pessoalmente há mais de um ano. ''Ela parou de nos contatar, estava sempre offline, mas achávamos que era porque ela estava muito ocupada com a legalização da paternidade do filho'', diz ao G1.

De acordo com o pai de Eliza, Bruno teria chamado a jovem para ir a Minas Gerais. ''Ela disse que ele finalmente ia fazer um acordo com ela, fazer o exame de DNA e teria, inclusive, formulado um contrato. As amigas tentaram impedir Eliza de ir sozinha com a criança porque achavam perigoso, mas ela fez as malas, pegou quase tudo que tinha, e foi'', diz Samudio.

Segundo ele, Bruno também teria sugerido a Eliza alugar um apartamento em Minas para que a criança ficasse mais próxima da família do jogador. Samudio afirma que, ''esporadicamente, o jogador ajudava financeiramente'' na criação do bebê.

Samudio mora em Foz do Iguaçu (PR), onde está com o neto. Segundo ele, Eliza morava em São Paulo com o filho e uma família de amigos, e foi para Minas Gerais por volta de 9 de junho. ''Depois disso, ela simplesmente desapareceu'', afirma.

''Minha única expectativa agora é encontrar o corpo da minha filha. Por todos os indícios, acredito que o desparecimento de Eliza é eterno''.

Investigações

Samudio esteve em Contagem (MG), no domingo (27), para pedir a guarda do neto, que estava em um abrigo. Segundo a polícia, a criança foi encontrada na casa de desconhecidos na cidade mineira. Depois de receber o neto, Samudio voltou para Foz do Iguaçu.

''Agora acompanho as investigações por meio da mídia e tenho um representante legal que está em Minas. Assim que houver qualquer novidade acredito que serei notificado imediatamente'', diz o pai de Eliza.

Na segunda-feira (28), a polícia vasculhou o sítio do goleiro Bruno, em Esmeraldas (MG), por mais de seis horas em busca do corpo de Eliza. Policiais e peritos fizeram escavações e vistoriaram o sótão, onde encontraram roupas de mulher, objetos de criança, fraldas e passagens aéreas. Um poço também foi vasculhado.

Samudio diz que ainda não recebeu as roupas para reconhecimento.

Por Nathália Duarte

veja também