MENU

Bruno e Macarrão chegam a penitenciária em Contagem, MG

Bruno e Macarrão chegam a penitenciária em Contagem, MG

Atualizado: Quarta-feira, 22 Setembro de 2010 as 5:57

O goleiro Bruno e o amigo Luiz Henrique Romão, o Macarrão, já estão na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Eles foram transferidos do Rio de Janeiro para Minas Gerais nesta quarta-feira (22). Os dois estavam presos em Bangu 2, na capital fluminense, desde o dia 26 de agosto, para participar de audiências sobre o processo que apura acusações de lesão corporal, sequestro e cárcere privado de Eliza Samudio.

Bruno e Macarrão passaram pelo Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte, antes de serem levados para a penitenciária. No presídio, segundo a Secretaria Estadual de Defesa Social, eles voltam a ocupar as celas onde estavam presos pelas acusações de morte e desaparecimento de Eliza Samudio. Os objetos de cada um foram guardados e agora serão devolvidos. Os dois estavam no Rio desde o dia 26 de agosto, para participarem de audiências sobre o processo que apura acusações de lesão corporal, sequestro e cárcere privado de Eliza Samudio. Os crimes teriam acontecido em outubro de 2009, no Rio, quando a ex-namorada do jogador registrou queixa na polícia. Eliza está desaparecida desde o dia 4 de junho.

Bruno e Macarrão tiveram a prisão preventiva decretada pelo juiz Marco José Mattos Couto, da 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Por determinação judicial, eles saíram de Belo Horizonte para o Rio para as audiências do caso.

Entenda o caso

O goleiro Bruno é réu no processo que investiga a morte de Eliza Samudio. A Justiça de Minas Gerais aceitou a denúncia do Ministério Público contra Bruno e outros oito envolvidos no desaparecimento e morte de Eliza. Fernanda Gomes de Castro, namorada de Bruno, foi presa em Minas Gerais.

O goleiro Bruno; Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão; Sérgio Rosa Sales; Dayanne Souza; Elenilson Vítor da Silva; Flávio Caetano; Wemerson Marques; e Fernanda Gomes de Castro vão responder na Justiça por homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado, ocultação de cadáver e corrupção de menor. Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, é o único que responderá por dois crimes. Bola foi denunciado por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Todos os acusados negam o crime. As penas podem ultrapassar 30 anos.

A pedido do Ministério Público, a Justiça decretou a prisão preventiva de todos os acusados. Com essa medida, eles devem permanecer na cadeia até o fim do julgamento.

Em 2009, Eliza teve um relacionamento com o goleiro Bruno, engravidou e afirmou que o pai de seu filho é o atleta. O bebê nasceu no início de 2010 e, agora, está com a mãe da jovem, em Mato Grosso do Sul.

A polícia mineira começou a investigar o sumiço de Eliza em 24 de junho, depois de receber denúncias de que uma mulher foi agredida e morta perto do sítio de Bruno.

A jovem falou pela última vez com parentes e amigas no início de junho.

O corpo de Eliza não foi encontrado. Mas os delegados consideram a jovem morta. Todos negam envolvimento no caso.

fonte: G1

Postado por:Guilherme Pilão

veja também