Buraco que engoliu garagem duas vezes causa interdição de 11 imóveis

Buraco que engoliu garagem duas vezes causa interdição de 11 imóveis

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:55

A abertura de um buraco pela segunda vez na garagem de uma casa na Vila Império, em Cidade Ademar, na Zona Sul de São Paulo, causou a interdição de 11 imóveis vizinhos ao local do acidente. De acordo com a subprefeitura de Cidade Ademar, uma galeria passa por baixo das casas, que foram construídas de maneira irregular, sem o habite-se.

O problema aconteceu pela primeira vez há 11 dias. O piso veio abaixo e engoliu o carro onde estavam o filho e o neto dela. Eles não se feriram, mas sua nora ficou presa e só foi resgatada depois de uma hora. Funcionários da Prefeitura estiveram no local e taparam o buraco. Mas a obra não resolveu o problema, e o buraco se abriu novamente nesta terça-feira (15).

De acordo com a dona do imóvel, a dona de casa Teresa Cristina da Silva, apenas nesta terça a casa foi interditada. Foi só nessa visita da Defesa Civil que foi descoberto que o problema é mais grave. “Através de um serviço de sondagem, foi identificado que passa uma galeria e que tem um rompimento nela. A Prefeitura esta com um projeto em andamento para fazer uma nova galeria, eliminando essa”, explicou o subprefeito de Cidade Ademar, Carlos Roberto Albertim.     De acordo com ele, também há uma ligação irregular de esgoto. “Na saída dessa galeria constantemente tem água de esgoto, esse esgoto é lançado por essas casas”, afirmou.

Os moradores dos imóveis interditados reclamam que foram pegos de surpresa. Ao todo, são 45 pessoas fora de casa. A Guarda Civil Metropolitana faz plantão no local para evitar que os moradores fiquem nos imóveis e impedir furtos. Os donos só podem entrar nas casas para retirar roupas e documentos. Eles irão receber auxílio-aluguel de R$ 400. Apesar de a subprefeitura dizer que as casas estão irregulares, os donos contestam, informando que pagam todos os impostos.

A subprefeitura diz que a interdição foi feita na última sexta-feira (11). Entretanto, os moradores dizem que tiveram que sair de casa apenas nesta terça.

Problemas

A dona da casa afetada pela cratera duas vezes conta que há um ano pediu providências à Subprefeitura de Cidade Ademar, pois o piso estava afundando. Um documento assinado por um engenheiro aponta que as rachaduras e o buraco foram provocados por uma galeria de água de rio danificada ou entupida. Entretanto, nenhuma obra foi feita pela Prefeitura – a dona de casa que bancou os reparos.

A nora dela, que ficou ferida no primeiro acidente, não consegue mexer uma das pernas. “Não sinto a perna, do joelho para baixo. Então eu não sei se foi afetado o nervo ou não, ainda vão fazer novos exames para saber. Quem me dá banho e meu marido, tudo é meu marido que faz”, contou a consultora de vendas Naia Ribeiro dos Santos.

Há cerca de 100 metros da casa de dona Tereza, outra imóvel enfrenta o mesmo problema. A abertura de um buraco tornou possível ver a galeria passando por debaixo da casa. Segundo a proprietária, a cratera está aberta há pelo menos 15 dias. O local não foi interditado.    

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições