MENU

Cabral diz que Obama virá com empresários americanos ao Rio

Cabral diz que Obama virá com empresários americanos ao Rio

Atualizado: Sábado, 19 Março de 2011 as 4:53

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, escreveu em seu perfil no Twitter, na tarde deste sábado (19), que o presidente dos EUA, Barack Obama, virá acompanhado de empresários norte-americanos para fazer negócios na cidade.

Cabral e o prefeito Eduardo Paes vão receber a família Obama em sua chegada na Base Aérea do Galeão, na Ilha do Governador. A chegada ao Rio do presidente e da comitiva americana está prevista a noite deste sábado.

Rio e Brasília

O governador comemorou a escolha do Rio e de Brasília para receberem o presidente norte-americano. Obama chegou a Brasília na manhã deste sábado, onde participou de eventos ao lado da presidente Dilma Roussef.

“Essa escolha tem muito a ver com o momento em que vivemos. A cidade foi escolhida para ser sede das Olimpíadas de 2016, Copa de 2014, foi eleita a melhor cidade do mundo, a mais feliz e a mais amigável por entidades internacionais”, afirmou Cabral, em nota.

Discurso de Obama no Theatro Municipal

Também neste sábado, o governo do Rio de Janeiro informou por meio de nota alguns nomes que foram convidados para assistir ao discurso do presidente norte-americano Barack Obama, no domingo (20). O evento acontecerá no Theatro Municipal, na Cinelândia, no Centro do Rio.

Na lista dos dois mil convidados estão os do empresário Eike Batista, do cantor Gilberto Gil, do ex-jogador de futebol Pelé, do dirigente da Confederação Brasileira de Futebol Ricardo Teixeira, os sambistas Martinho da Vila e Alcione, além do casal de atores Taís Araújo e Lázaro Ramos.

Telões na Cinelândia

A assessoria de imprensa do governo do estado informou ainda que telões serão instalados do lado de fora do Theatro Municipal, para que o público possa acompanhar em tempo real as palavras de Obama.

Inaugurado em 1909, o Theatro Municipal é palco de espetáculos de balé e ópera. Recentemente, o local sofreu uma obra de restauração e modernização que durou três anos. As reformas custaram R$ 64 milhões.

veja também