MENU

'Cada um nada com a profundidade do seu mar', diz Lula no Rio

'Cada um nada com a profundidade do seu mar', diz Lula no Rio

Atualizado: Terça-feira, 26 Outubro de 2010 as 8:36

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou, após cerimônia de lançamento de um navio na Ilha do Governador (RJ), que as inaugurações das quais participou nesta segunda-feira (25) tenham finalidade eleitoreira. Lula participou durante o dia da entrega de casas populares do programa "Minha Casa, Minha Vida" no Complexo do Alemão e em Manguinhos. De tarde, ele e a primeira-dama, Marisa Letícia, "batizaram" a embarcação Log-In Jatobá, da empresa Log-In Logística Intermodal.

"Para que você governar, se você não pode entregar as coisas boas e só participar das coisas ruins?", indagou Lula. Segundo o presidente, ao contrário dele, o "adversário" na disputa presidencial "não deve ter muita coisa" para inaugurar.

"Acho que nosso adversário, que foi governo até outro dia, tem coisa para fazer. Ele deve  estar inaugurando. Não deve ser muita coisa, mas cada um nada com a profundidade do seu mar. Eu tenho até 31 de dezembro para inaugurar obras e podem ficar certos que vocês vão se surpreender quando vocês verem o que está sendo feito", afirmou.

Quebra de protocolo

Durante o evento, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), quebrou o protocolo e abriu mão de discursar para que Lula pudesse falar antes do "batismo" do navio. Por causa do atraso no início da cerimônia e do baixo nível da água, a embarcação teve de ser lançada ao mar antes do término dos discursos.

"Vamos fazer uma assembleia. Eu ia falar e um monte de autoridade também, mas vamos fazer uma votação para ver se abrimos mão para o presidente Lula falar", disse Cabral. O presidente, então, discursou por cerca de 5 minutos. Ele destacou investimentos do governo da indústria naval e criticou os governantes anteriores por não terem, segundo ele, incentivado a produção nacional de navios, plataformas e sondas.

"O último grande navio me parece que foi feito em 1987. Alguém tomou a decisão que os brasileiros não estavam classificados para construir navio, sonda e plataforma. Alguém tomou a decisão que era mais fácil comprar as coisas da Coreia, de Cingapura, da Noruega", disse. Segundo Lula, os projetos da Petrobras até 2020 vão garantir empregos nos estaleiros do país.

"Não vai faltar emprego nos estaleiros, porque a quantidade de navio que a Petrobras tem que contratar até 2020 vai deixar todos os estaleiros felizes."

De acordo com a empresa Log-in, a construção do navio Jatobá empregou, de maneira direta e indireta, cerca de três mil pessoas. A embarcação teve custo total de R$ 152, 9 milhões, sendo R$ 137,6 milhões financiados pelo Fundo da Marinha Mercante.

Votos

O coordenador de produção do estaleiro ilha S/A, Luiz Oliveira, fez vários elogios a Lula, durante o evento oficial do governo, e pediu que a população "pense bem" antes de votar no segundo turno da eleição presidencial. Segundo ele, o governo Lula fez o Brasil passar da "escuridão" para a "luz".

Por: Thássia Thum

veja também