MENU

Câmara não pode ser 'casa do bom emprego', diz Chico Alencar

Câmara não pode ser 'casa do bom emprego', diz Chico Alencar

Atualizado: Quarta-feira, 2 Fevereiro de 2011 as 9:04

O deputado Chico Alencar (RJ), candidato a presidente da Câmara pelo PSOL, afirmou em discurso que o parlamento "não pode ser a casa do bom emprego, da inércia, do nepostismo".

Ele rebateu o adversário Sandro Mabel (PR-GO), que prometeu aos colegas a construção de um novo prédio para a Câmara.

"Mais do que prédio, precisamos reconstruir a ponte entre a sociedade e o parlamento. Mais do que qualquer adicional para o parlamento temos de anexar o querer e o sofrer da nossa gente", discursou, antes da votação que iria escolher o novo presidente da Casa. "O debate nacional não pode ser feito após as peças de teatro, nos bons botecos da vida. Tem de ser feito aqui", declarou.

Alencar disse que a candidatura dele é "o símbolo da necessidade de resgatar o papel do Legislativo na nossa sociedade". "Nossa candidatura não é uma candidatura dissidente, até porque ela é partidária, é uma candidatura de uma concepção política, que eu com todas as minhas limitações tento expressar aqui", declarou.

Ele defendeu o financiamento de campanha exclusivamente público, uma auditoria da dívida pública e um Orçamento impositivo, sem margem para alterações. "Senão, será peça de ficção", afirmou.

"O PSOL traz aqui, nesta hora importante, propostas que não são do PSOL, são da recuperação do parlamento. Às vezes as nossas palavras vão além daquele breve momento.

Alencar disse que a candidatura dele é representativa de um projeto. "Eu não sou nada, não posso ser nada, não quero ser nada. Mas trago em mim todos os sonhos do país", declarou.

veja também