MENU

Camelôs planejam novos protestos no Brás nesta sexta-feira

Camelôs planejam novos protestos no Brás nesta sexta-feira

Atualizado: Sexta-feira, 28 Outubro de 2011 as 8:43

Camelôs estavam concentrados no Brás na manhã desta sexta. Eles tentam

 promover novos protestos na região da Feira da Madrugada (Foto: Juliana Cardilli/G1)   A cavalaria e a Tropa de Choque da Polícia Militar tentavam evitar novos protestos de camelôs no Brás, no Centro de São Paulo, na manhã desta sexta-feira (28). Por volta das 6h40, a situação era tranquila na região da Feira da Madrugada, que funcionava normalmente. Durante a madrugada, não houve manifestações, como ocorreu nos três últimos dias. Cerca de 400 policiais ficaram de plantão no local.

No horário, os camelôs estavam concentrados na Rua Oriente e tentavam organizar uma passeata, mas, segundo representantes da categoria, estavam sendo impedidos pela Tropa de Choque. Os ambulantes foram proibidos de montar suas barracas durante a madrugada nas ruas desde segunda-feira (24) e querem voltar a poder trabalhar.

Nesta quinta-feira (27), a PM qualificou 15 pessoas por "obstrução ao trabalho". O boletim de ocorrência registrado peloa própria PM será encaminhado à Polícia Civil para a abertura de inquérito. Ninguém foi detido. Protestos

Os camelôs protestam desde a noite de segunda-feira contra a ação da Polícia Militar, que passou a impedir a montagem das barracas durante a madrugada nas ruas do bairro. Eles pedem à Prefeitura que possam continuar trabalhando até o fim do ano entre 2h e 6h30, apenas nas calçadas, e que no início de 2012 seja feita uma nova negociação para sua retirada. O prefeito Gilberto Kassab, entretanto, afirmou que vai manter as fiscalizações e que não permitirá o comércio ilegal na região.

A presença da polícia ocorre para garantir que os manifestantes não voltem a bloquear a área e para que os comerciantes legalizados possam trabalhar normalmente. Nos últimos dias, lojistas foram obrigados a manter suas portas abaixadas durante a manhã e houve conflitos com a polícia.

Nesta quarta-feira (26), policiais usaram bombas de gás e balas de borracha em duas ocasiões para dispersar os manifestantes, quando os camelôs bloquearam totalmente vias de trânsito.

Desde a madrugada, policiais militares tentam evitar a concentração de camelôs no Brás (Foto: Juliana Cardilli/G1)          

veja também