MENU

Camelôs voltam a protestar nas ruas do Brás nesta quinta-feira

Camelôs voltam a protestar nas ruas do Brás nesta quinta-feira

Atualizado: Quinta-feira, 27 Outubro de 2011 as 9:09

Tropa de Choque estava posicionada desde as primeiras horas desta quinta-feira nas ruas

do Brás (Foto: Levi Bianco/News Free/AE)  

Camelôs da região da Feira da Madrugada, no Brás, no Centro de São Paulo, realizavam pelo terceiro dia consecutivo protestos nas ruas do bairro nesta quinta-feira (27). Uma nova passeata teve início por volta das 8h. Às 8h40, os manifestantes chegavam à Rua São Caetano. No trajeto, eles chegaram a interditar pelo menos uma faixa da Avenida do Estado. A manifestação era pacífica e era acompanhada pela Polícia Militar. Os ambulantes foram proibidos de montar suas barracas durante a madrugada nas ruas desde segunda-feira (24) e querem voltar a poder trabalhar.   Mais cedo, a Tropa de Choque da PM fez bloqueios nas ruas do Brás. Durante a madrugada, camelôs se reuniram e pretendiam impedir que os vendedores que têm autorização para trabalhar no Pátio do Pari, onde funciona a Feira da Madrugada, entrassem no bolsão. A polícia frustrou o protesto, dispersando os manifestantes. Policiais da Rota e a cavalaria também estavam na região.

Antes da passeata desta manhã chegar à Rua São Caetano, a maioria das lojas estavam abertas, ao contrário dos outros dias. Entretanto, durante a passeata os camelôs pediram aos comerciantes que fechassem seus estabelecimentos. O Pátio do Pari ficou aberto durante toda a madrugada e consumidores puderam fazer suas compras normalmente, apenas passando por uma revista na entrada. Também havia muitas pessoas circulando nas ruas.

A presença da polícia ocorre para garantir que os manifestantes não voltem a bloquear a área e para que os comerciantes legalizados possam trabalhar normalmente. Nos últimos dias, lojistas foram obrigados a manter suas portas abaixadas durante a manhã e houve conflitos com a polícia.

Nesta quarta-feira (26), policiais usaram bombas de gás e balas de borracha em duas ocasiões para dispersar os manifestantes, quando os camelôs bloquearam totalmente vias de trânsito.

Camelôs fazem protesto na ruas da região da Feira da Madrugada pelo terceiro dia consecutivo (Foto: Juliana Cardilli/G1) Nesta manhã, um grupo de ambulantes se reunia no cruzamento das ruas Oriente e Rodrigues dos Santos. Policiais da Tropa de Choque faziam um bloqueio na Rua Oriente. Policiais da Rota e a cavalaria também estavam na região.

Mesmo com a presença ostensiva da polícia, a situação estava controlada por volta das 6h30. O Pátio do Pari ficou aberto durante toda a madrugada e consumidores puderam fazer suas compras normalmente, apenas passando por uma revista na entrada. Também havia muitas pessoas circulando nas ruas.

A presença da polícia ocorre para garantir que os manifestantes não voltem a bloquear a área e para que os comerciantes legalizados possam trabalhar normalmente. Nos últimos dias, lojistas foram obrigados a manter suas portas abaixadas durante a manhã e houve conflitos com a polícia.

Nesta quarta-feira (26), policiais usaram bombas de gás e balas de borracha em duas ocasiões para dispersar os manifestantes, quando os camelôs bloquearam totalmente vias de trânsito.        

veja também