MENU

Caminhões aumentam poluição e atrapalham trânsito na Zona Leste

Caminhões aumentam poluição e atrapalham trânsito na Zona Leste

Atualizado: Quinta-feira, 30 Junho de 2011 as 1:25

Os moradores da Rua Alfredo de Melo, na Vila Itaim, Zona Leste de São Paulo, sofrem com o fluxo de caminhões e ônibus e, consequentemente, com a poluição. Eles dizem que a rua tem tráfego intenso de veículos pesados há pelo menos 17 anos. As calçadas estão quebradas e fachadas de algumas casas têm partes destruídas porque os caminhões altos passam e arrancam cimento.

Na casa da aposentada Edinalva Barreto, as portas e janelas ficam trancadas. Tudo para tentar escapar do ar poluído. A fumaça dos caminhões faz mal a saúde da aposentada e desde que se mudou, há 35 anos, para o bairro, as crises de asmas são fortes. Ela tem vários remédios para alergia e bombinha para dormir.     Para conferir o tamanho da poluição, a equipe do RespirAR levou o Respirômetro até a casa de Edinalva. Os números comprovaram – 131 microgramas por metro cúbico de partículas, muita sujeira. A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que uma pessoa pode respirar no máximo 50 microgramas no dia todo.

O problema é em toda a vizinhança. A funcionária pública Rosana Aparecida precisou de um inalador em casa. Na frente da residência, o aparelho marcou 249 microgramas por metro cúbico de partículas.          

veja também