MENU

Campanha de conscientização sobre a dengue recolhe 200 toneladas de lixo flutuante

Campanha de conscientização sobre a dengue recolhe 200 toneladas de lixo flutuante

Atualizado: Sexta-feira, 23 Janeiro de 2009 as 12

Duzentas toneladas de lixo recolhidas e cerca de mil casas inspecionadas pelos agentes de saúde foi o balanço parcial da campanha "Ecobarreiras contra a dengue", lançada no dia 20 de janeiro, pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente do Rio de Janeiro. A ação, realizada em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil, prefeituras, Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) e entidades da sociedade civil, teve início às 9h, em quatro comunidades: Arroio Fundo, na Cidade de Deus, Maré, Marapendi e Pavuna-Meriti, todas vizinhas a rios e lagoas. O lixo flutuante retido nas ecobarreiras instaladas nesses locais foi recolhido por catadores de material reciclável.

Em uma ação paralela ao mutirão, agentes de saúde, mata-mosquitos, voluntários e técnicos em educação ambiental orientaram os moradores sobre o despejo do lixo em locais inadequados. A secretária do Meio Ambiente, Marilene Ramos, acompanhou a ação e disse que a limpeza dos cursos d’água, feita o ano inteiro, desta vez teve como objetivo alertar os moradores sobre os fatores que contribuem para a proliferação do mosquito aedes aegipti, transmissor da dengue. "Por mais que nós tiramos o lixo dos rios e lagoas, o lixo continua chegando. E agora, como é verão, resolvemos fazer essa ação de conscientização sobre a dengue, combinada com outros órgãos", afirmou a secretária.

Ainda durante a ação, foram distribuídas quatro mil telas para caixas d’água, a fim de impedir a procriação do mosquito da dengue, e realizadas atividades culturais e recreativas com as crianças das comunidades.          

veja também