MENU

Carro, moto, bicicleta, pedestre e helicóptero disputam desafio em SP

Carro, moto, bicicleta, pedestre e helicóptero disputam desafio em SP

Atualizado: Quinta-feira, 16 Setembro de 2010 as 8:46

A quinta edição do Desafio Intermodal em São Paulo, prevista para acontecer nesta quinta-feira (16), terá nove participantes a mais em relação ao ano passado, totalizando 27 modais. O desafio tem como objetivo mostrar qual o meio de transporte mais eficiente no deslocamento urbano, colocando carro, moto, bicicleta, pedestre e até helicóptero para fazer um mesmo trajeto.

Entre as novidades deste ano estão dois monociclos, cadeirantes, uma bicicleta de dois andares, além de uma ciclista Cycle Chic, que não desce do salto para pedalar e mostra que ciclista não precisa perder a feminilidade. O desafio acontece desde 2006 em São Paulo, sempre na quinta-feira anterior ao Dia Mundial Sem Carro, 22 de setembro.

O trajeto a ser percorrido em São Paulo começa na Praça General Gentil Falcão, na Avenida Engenheiro Luis Carlos Berrini, no Brooklin, na Zona Sul de São Paulo. O destino é o prédio da Prefeitura da cidade, que fica no Centro. A saída está marcada para as 18h e já tem favorito: a bicicleta, que ganhou as edições anteriores.

Vinte e dois minutos e 33 segundos foi o tempo gasto pelo ciclista no desafio do ano passado. Na sequência, um motociclista cumpriu o trajeto em 25 minutos, seguido de um ciclista que trabalha com entrega de encomendas (bike courier) e fez o trajeto em 25m30s. O helicóptero ficou em quarto lugar, e o carro, em 12º.

“Nosso objetivo é mostrar que São Paulo tem outros meios de transporte, não apenas o carro”, diz Aline Cavalcante, uma das organizadoras do desafio. “Mas não é só o tempo, tem o impacto que esse modal causa no ambiente. O helicóptero é rápido, mas despejou 3,75 kg de gás carbônico (CO²) na atmosfera”, completa.

Semana da Mobilidade

O Desafio Intermodal acontece no mesmo dia em que tem início a Semana da Mobilidade, que vai de 16 a 22 de setembro. Durante sete dias, a cidade sedia uma série de seminários sobre transporte, trânsito e temas relacionados. Entre os destaques da edição deste ano está a divulgação da pesquisa “Movimento Nossa São Paulo/Ibope - Dia Mundial Sem Carro”, prevista para esta quinta-feira.

O levantamento, realizado entre 25 e 30 de agosto, ouviu 805 paulistanos e abordou questões como locomoção, tempo de descolamento para realizar atividades do dia a dia, avaliação do transporte público, meios de transporte mais usados e influência da poluição do ar na qualidade de vida e na saúde.

Os resultados preliminares indicam que 81% dos entrevistados dizem que a poluição do ar "afeta muito" a qualidade de vida da família e de pessoas próximas. A qualidade e o controle da poluição do ar têm as piores notas, e 79% consideram esse tipo de poluição a mais grave, à frente da visual, sonora e da água.

Postado por: Thatiane de Souza

veja também