Carros corriam emparelhados, diz à polícia testemunha de acidente em MS

Carros corriam emparelhados, diz à polícia testemunha de acidente em MS

Atualizado: Quarta-feira, 15 Junho de 2011 as 4:46

Acidente terminou com uma mulher morta e dois

homemns feridos. (Foto: Natália Chaves)

  Uma testemunha afirmou em depoimento à Polícia Civil ter visto dois carros trafegando emparelhados e em alta velocidade no acidente ocorrido na avenida Interlagos, no último sábado (11) em Campo Grande. A colisão terminou com a morte de uma mulher de 55 anos e duas pessoas feridas. A suspeita é que os veículos estivessem praticando um racha quando um deles atingiu uma moto.

De acordo com o delegado da 4ª DP Wilton Vilas Boas, que coordena as investigações, o fato do suspeito dirigir em alta velocidade não caracteriza o racha. Entretanto, se houver indícios suficientes para comprovar a competição ilegal no trânsito, o motorista poderá ser indiciado por homicídio doloso, quando há intenção de matar.

  O delegado explica que as investigações estão focadas na dinâmica do acidente e não especificamente no racha.

Vilas Boas conta que uma nova perícia foi feita no local do acidente em busca de marcas de frenagem e para avaliar a velocidade que os carros estavam. O motorista do veículo que atingiu a motocicleta terá os antecedentes levantados, para averiguar possíveis participações em outros rachas ou envolvimento em acidentes de trânsito.

  O próximo passo, de acordo com o delegado, será conversar com o motociclista que sobreviveu ao acidente, e ainda está internado na Santa Casa de Campo Grande, e também outras testemunhas.

O caso

Segundo a Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran) o carro dirigido pelo jovem foi atingido lateralmente, por um outro automóvel, perdeu o controle e acabou batendo na moto em que estava o casal.

De acordo com as testemunhas do local, após a batida, a moto com seus passageiros foram arremessados por aproximadamente 20 metros. O veículo só parou após bater em uma loja de baterias automotivas.

A mulher, garupa da moto, morreu no local. As outras vítimas do acidente foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhadas para a Santa Casa.          

veja também