MENU

Cartilha recomenda que turistas respeitem as regras dos países que visitam

Cartilha recomenda que turistas respeitem as regras dos países que visitam

Atualizado: Quinta-feira, 19 Agosto de 2010 as 10:52

As autoridades brasileiras constataram que boa parte dos problemas dos turistas que viajam para a Europa é causada pela desinformação sobre documentos e regras dos países que vão visitar. Por esta razão, a cartilha Recomendações a Brasileiros que Viajam à Europa – Informações Gerais, Orientações e Documentos Necessários , elaborada pelo Itamaraty, reúne orientações específicas. O documento refere-se apenas a orientações no caso de viagens a países europeus, mas o Ministério das Relações Exteriores planeja elaborar também uma cartilha para turistas que viajam para os Estados Unidos e o Oriente Médio.

“Para alguns, as recomendações podem parecer óbvias, mas o objetivo era responder às principais questões e dúvidas”, disse a diretora-geral do Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior do Itamaraty, Mariangela Rebuá, que coordenou a equipe responsável pela elaboração da cartilha. “Não entramos em questões de comportamento, nem de vestuário. Apenas sugerimos que o turista responda o que lhe for perguntado, evitando comentários.”

Em quatro páginas, o documento lembra ao viajante que a realidade de outros países pode ser diferente da do Brasil. Também sugere que o turista busque informações na embaixada ou no consulado do país para o qual vai viajar. Outra recomendação é que o viajante providencie todos os documentos exigidos pelo país que irá visitar. Lembra ainda que o turista poderá ser entrevistado, no idioma local, por isso é necessário tentar responder de forma clara e objetiva, assim como comprovar que está com a documentação adequada.

Na lista de documentos exigidos, o Itamaraty ressalta que o passaporte deve ser válido por, no mínimo, mais seis meses além da data da viagem. É preciso ainda que o viajante lembre de levar o comprovante autenticado de emprego no Brasil e seguro médico internacional. Caso o turista se sinta alvo de arbitrariedade ou desrespeito, tem direito a requerer a presença de uma autoridade consular brasileira.

Mais informações podem ser obtidas por meio dos telefones 61-3411-6456, no caso de quem está no Brasil. Se o viajante estiver no exterior, deve ligar para +55 (61) 3411-8803.

veja também