Cartões postais de São Paulo ficarão com as luzes apagadas

Cartões postais de São Paulo ficarão com as luzes apagadas

Atualizado: Terça-feira, 24 Março de 2009 as 12

No próximo dia 28, vários cartões postais da cidade ficarão com as luzes apagadas por uma hora. Trata-se do ato Hora do Planeta, promovido pela WWF Brasil, que vai reunir mais de 1.800 cidades, em todo o mundo, como forma de protesto contra o aquecimento global. Em São Paulo, as luzes da ponte Octavio Frias de Oliveira, do Monumento às Bandeiras, do viaduto do Chá, do Teatro Municipal, do estádio do Pacaembu, do Obelisco e do Parque do Ibirapuera ficarão apagadas entre 20h30 e 21h30. O prefeito Gilberto Kassab assinou na última segunda-feira, dia 23 de março, o termo de adesão ao ato simbólico.

"O movimento quer chamar a atenção das pessoas para a importância da preservação dos recursos naturais. Existem fontes que não são renováveis, portanto devemos usá-las com responsabilidade", conscientiza o prefeito, oficializando a primeira participação da cidade no movimento.

A Hora do Planeta é um ato simbólico em que governos, empresas e a população são convidados a demonstrar sua preocupação com o aquecimento global. Lançada desde 2007, em Sidney, na Austrália, esse ano estima contar com a participação de um bilhão de pessoas em todo o mundo.

"A adesão da cidade de São Paulo é muito bem recebida no movimento. Essa é a maior cidade da América Latina. Se somarmos todas as cidades de alguns paises que aderiram, não chegaremos ao montante de mais de 18 milhões de habitantes, como é o da grande São Paulo. A importância está na magnitude", informa Álvaro de Souza, presidente do conselho diretor da WWF Brasil.

Na capital paulista, outros grandes prédios e monumentos participarão do movimento, como o edifício Copan, o Instituto Butantan, o Museu de Arte Moderna, o World Trade Center e o Sheraton Hotel. Além da manifestação, durante a Hora do Planeta haverá um encontro aberto ao público, promovido pelo WWF Brasil e Grupo Abril, na praça Victor Civita, em Pinheiros, localizado à rua do Sumidoro, 580.

veja também