MENU

Carvalho diz que oposição quer "paralisar governo" com caso Palocci

Carvalho diz que oposição quer "paralisar governo" com caso Palocci

Atualizado: Quarta-feira, 25 Maio de 2011 as 9:39

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, afirmou nesta terça-feira (24) que o objetivo da oposição na tentativa de convocar o ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, é "paralisar o governo". Partidos de oposição tentam convocar Palocci a prestar explicações no Congresso sobre o aumento em 20 vezes do patrimônio dele entre 2006 e 2010, quando era deputado federal.

"As pessoas que estão na oposição muitas vezes gostariam de paralisar o governo. Isso é uma irresponsabilidade. Não faremos, seguiremos trabalhando", disse.

Para o ministro, Palocci já prestou as explicações necessárias à Receita Federal e à Comissão de Ética da Presidência. Ele voltou classificar de "luta política" a crise gerada com as notícias sobre o ministro da Casa Civi.

"A nosso juízo, se trata de uma luta política que se trava e o governo, evidentemente, precisa continuar a trabalhar. O Palocci é peça fundamental desse governo", afirmou.

Mais cedo nesta terça, Carvalho acusou a Prefeitura de São Paulo de ter vazado dados do recolhimento de impostos da empresa Projeto, de Palocci, que teriam permitido calcular o faturamento dos negócios do ministro.

"Não interessa ir ao Congresso, porque se trata de uma luta política. O governo sabe de onde veio essa história. Quando, no ano passado, se denunciaram questões do senhor José Serra [vazamento de dados fiscais sigilosos de familiares do então candidato à Presidência], não se focou no conteúdo, se focou no vazamento. E houve vazamento agora na prefeitura de São Paulo. Foi a demonstração, via notas fiscais de ISS [Imposto Sobre Serviços], que permitiram a verificação desses recursos que ele auferiu pelo seu trabalho", afirmou Carvalho.

Na noite desta terça, o ministro tentou amenizar a declaração e afirmou que apenas "repercutiu" um pedido do vereador José Américo (PT-SP) para que a Câmara Municipal apure o vazamento de informações fiscais de Palocci.

"O vereador José Americo entrou com requerimento hoje na Câmara Municipal para clarear essa questão. Então, o que eu fiz foi repercutir essa questão que já estava sendo trabalhada do vereador José Américo. É preciso localizar o cerne dessa luta política", disse.

veja também