MENU

Casa Civil prorroga investigação sobre caso Erenice

Casa Civil prorroga investigação sobre caso Erenice

Atualizado: Segunda-feira, 18 Outubro de 2010 as 11:46

O resultado de sindicância aberta pela Casa Civil para apurar envolvimento da ex-ministra Erenice Guerra em tráfico de influência ficará só para depois das eleições.

Uma comissão integrada por três servidores de carreira foi formada em 17 de setembro e teria prazo para apurar as denúncias até 17 de outubro. Mas uma portaria publicada no "Diário Oficial" desta segunda-feira prorroga por mais 30 dias os trabalhos da comissão.

O resultado dos trabalhos será apresentado ao ministro da Casa Civil, Carlos Eduardo Esteves Lima, e a ele caberá decidir o que será feito da investigação.

Erenice foi demitida depois que depois da publicação de reportagem da Folha mostrando que uma empresa de Campinas confirmou que um lobby opera dentro da Casa Civil. A empresa acusa Isarel Guerra, filho de Erenice, de cobrar dinheiro para obter liberação de empréstimo no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Segundo a revista "Veja", Israel cobrava uma "taxa de sucesso" para ajudar uma empresa do setor aéreo a fechar contrato com os Correios.

Por: Simone Iglesias

veja também