MENU

Casal portador de HIV sofre preconceitos no mercado de trabalho

Casal portador de HIV sofre preconceitos no mercado de trabalho

Atualizado: Quinta-feira, 30 Junho de 2011 as 8:44

Um casal, que é portador do vírus HIV há 20 anos e que não quis se identificar, afirma que já sofreu preconceito no trabalho por causa da doença, em Curitiba. O homem contou que perdeu o emprego depois de levar atestados ao chefe da empresa porque estava debilitado. Ao ser questionado pela demissão, o chefe "virou as costas e me ignorou", afirmou o soropositivo.

A mulher explicou que também já passou por uma situação parecida. "A pior decepção pra mim foi quando eu entrei em uma lanchonete e contei para a proprietária que eu era portadora de uma doença, mas não disse exatamente o que era. Ela [a proprietária] simplesmente deduziu que poderia ser o HIV e me despediu", contou.

O mercado de trabalho é uma das questões mais discutidas em reuniões de grupos de apoio, segundo presidente da ONG Amigos Dino Lopes.

"Em muitas vezes a demissão é 'forçada' nas empresas. Eles [os donos de empresas] começam a induzir as pessoas a mudar e diminuir os padrões de trabalho, se sentir cada vez menos útil e com isso, eles [os funcionários] acabam ficando depressivos", explicou.

"Hoje em dia é perfeitamente normal ter um trabalhador com HIV em uma empresa, ele pode trabalhar tão bem quanto uma pessoa que não é portadora da doença", finalizou Lopes.

veja também