Casal que encontrou bebê disse que o abandono foi um 'presente divino'

Casal que encontrou bebê disse que o abandono foi um 'presente divino'

Atualizado: Segunda-feira, 20 Junho de 2011 as 11:20

O casal que encontrou uma menina recém-nascida por volta das 6h de domingo (19), disse que um menino de aproximadamente 11 anos ficou próximo ao portão observando o bebê, que estava enrolado em um lençol e em uma blusa, até que eles vissem a menina.  "Ele estava escondido atrás do portão com uma touca na cabeça e ficou 'cuidando' até que encontrássemos a criança. Quando eu apareci na janela, ele saiu correndo", contou Antônio Terleski.

Terleski disse também que ele e a esposa pretendem realizar todos os procedimentos possíveis e legais para adotar a criança. "Sei que é difícil e que a fila de adoção é grande, mas gostaríamos muito ficar com ela", afirmou.

O marido contou ainda que acredita que o abandono tenha sido um 'presente divino', já que eles estavam com dificuldades para ter filhos."Nós somos casados há nove anos e nosso maior sonho é ter um filho ou uma filha, mas minha mulher já engravidou três vezes e não teve sucesso. Em todas as tentativas, ela abortou", explicou.

"Se conseguirmos adotá-la daremos o nome de Maria Vitória. Maria em homenagem a mãe de Jesus e Vitória porque foi uma 'sorte' ela aparecer justo no jardim da nossa casa", finalizou.

O Conselho Tutelar disse que o casal poderá solicitar a guarda provisória do bebê caso a mãe ou algum responsável biológico não apareça. "Existem casos e casos na adoção. Esse casal será investigado por um promotor de justiça e se for aprovada a guarda provisória, eles entrarão na fila de adoção normalmente, mas poderão cuidar do bebê enquanto isso", explicou a conselheira Márcia Stadler.

O Hospital de Caridade Dona Darcy Vargas, informou que a menina ainda estava com o cordão umbilical quando chegou para internação e que tinha cerca de duas horas de vida. Ela passa bem.    

Casal afirmou que vai realizar todos os procedimentos possíveis e legais para tentar adotar o bebê. (Foto: Daiana Lopes / RPC TV Guarapuava)      

veja também