MENU

Casas condenadas começam a ser demolidas na Região Serrana

Casas condenadas começam a ser demolidas na Região Serrana

Atualizado: Segunda-feira, 24 Janeiro de 2011 as 8:37

Começa, nesta segunda-feira (24), a demolição de casas condenadas pela Defesa Civil, no alto do bairro Alto Floresta, em Nova Friburgo, na Região Serrana . Nesta localidade, mais de 30 mortos foram registrados depois das chuvas que atingiram a Região Serrana. Nesta segunda-feira, o tempo segue firme na cidade, o que ajuda as equipes de resgate que trabalham na recuperação do município duas semanas depois da tragédia que matou mais de 800 pessoas.

Segundo o Ministério Público, ainda há desaparecidos na cidade. Por isso, bombeiros ainda seguem nos trabalhos de busca nos bairros mais atingidos pelas chuvas. Garis da Comlurb – empresa de limpeza urbana do Rio – ajudam no trabalho de limpeza das ruas do município. Ainda há muito entulho e móveis jogados no meio das ruas.

Ainda há regiões sem energia elétrica ou serviço telefônico, e cerca de 10% das casas ainda estão com o fornecimento de água cortado.

O serviço de demolição está marcado para começar a partir das 9h. Dezoito casas devem ser demolidas no bairro Alto Floresta, que pertence ao distrito de Conselheiro Paulino, o mais populoso de Nova Friburgo. As casas foram vistoriadas e selecionadas no domingo (23). A previsão é que as casas sejam demolidas até o final do dia desta segunda-feira.

No bairro, um loteamento que foi construído ao longo de 20 anos numa área invadida recebeu asfalto, energia, telefone, água encanada. Numa das ruas, mais de 50 casas foram destruídas e 36 pessoas morreram. Em toda parte ainda há restos da tragédia e a população tenta recuperar o que sobrou. Para evitar novas ocupações, a área será reflorestada.

“Vai ser um modelo para o país. Essa área vai ser recuperada e reflorestada”, disse o presidente da Empresa de Obras Públicas, Ícaro Moreno.

Ao todo, 515 imóveis foram interditados em Nova Friburgo e mais de 1.200 famílias foram cadastradas para receber ajuda.     fonte: G1

veja também