MENU

Chalita protagoniza vídeos exibidos no metrô de São Paulo

Chalita protagoniza vídeos exibidos no metrô de São Paulo

Atualizado: Domingo, 10 Julho de 2011 as 9:53

De Itaquera à Barra Funda. Do Jabaquara ao Tucuruvi. Quase diariamente, rosto, nome e mensagens do deputado Gabriel Chalita (PMDB-SP), pré-candidato à Prefeitura de São Paulo, são exibidos para, em média, 3,3 milhões de pessoas dentro dos vagões do Metrô, empresa sob administração do governo Geraldo Alckmin.

Há cerca de um mês, dez vídeos produzidos com mensagens extraídas de um dos livros do deputado começaram a ser exibidos, de graça, pela TV Minuto, que controla a programação veiculada nas três linhas do metrô na capital paulista.

Batizado de "Gentileza", com base em livro de autoajuda homônimo lançado por Chalita neste ano, o programa conta com dez esquetes, de 15 segundos cada. Quando exibidas, as inserções entram oito vezes por dia na programação.

Nos vídeos, a imagem de Chalita é associada a civilidade e leveza. Sob um fundo amarelo, uma linha azul cruza uma flor, arremessando suas pétalas ao ar, até formar a letra G, de gentileza --e de Gabriel. Ao lado da palavra, surge o rosto de Chalita. Logo abaixo, seu nome.

Depois, são exibidas animações com mensagens como "trabalhar é transformar sonhos em realidade" ou "gestos de gentileza, mesmo pequenos, são poderosos".

As inserções começaram a circular no mesmo mês em que a pré-candidatura de Chalita à Prefeitura de São Paulo foi oficializada.

PLANO B

Chalita é amigo de Alckmin. Foi o governador quem alavancou a carreira política do deputado ao nomeá-lo secretário de Educação em sua gestão anterior.

Fora do PSDB desde 2009 e hoje no PMDB, aliado do PT no governo federal, Chalita ainda mantém influência no tucanato paulista. Ele foi consultado pelo governador sobre a nomeação de titulares para três secretarias deste governo: Educação, Justiça e Desenvolvimento Social.

O deputado é considerado por alguns como uma espécie de plano B de Alckmin para a prefeitura, caso a candidatura do PSDB não tenha força para deteriorar o candidato que será indicado pelo prefeito Gilberto Kassab.

Procurada pela reportagem, a TV Minuto disse que sua equipe editorial decidiu exibir as mensagens de Chalita porque elas se adequam à política de divulgar ações "educativas". "Não há conteúdo político nisso. Eu não falo como o Chalita como deputado, mas como professor", disse o diretor-geral da TV Minuto, Cris Moreira.

Ele ressaltou ainda que, como as esquetes são veiculadas de graça, enquanto empresas pagam para aparecer no espaço, não há nenhum compromisso com a manutenção do conteúdo.

Segundo Moreira a direção do Metrô tem "ciência" da programação. Já a assessoria do Metrô disse que o programa "é de inteira responsabilidade da TV Minuto".

"O Metrô considera que o programa é inadequado. Por isso, vai determinar que sua veiculação seja interrompida", diz a empresa. Procurado, Chalita não retornou.  

veja também