MENU

Chega a 15 mil o número de desalojados e desabrigados em SC

Chega a 15 mil o número de desalojados e desabrigados em SC

Atualizado: Domingo, 23 Janeiro de 2011 as 9:43

Chega a 15.365 o número de pessoas desabrigadas e desalojadas por conta das chuvas que atingem o estado de Santa Catarina desde o início da semana, de acordo com informações divulgadas pelo Departamento Estadual de Defesa Civil neste sábado (22).

São 13.378 desalojados e 1.987 desabrigados. De acordo com o último relatório do departamento, divulgado às 21h20, outras 194 pessoas foram deslocadas. Cerca de 4,3 mil residências foram danificadas pela chuva.

Chuvas devem continuar

Continua a chover em algumas regiões do estado e, segundo a Defesa Civil, há a possibilidade de chuvas fortes localizadas durante a madrugada em alguns municípios da Grande Florianópolis, Vale do Itajaí e região sul de Santa Catarina.

Mortes

No meio desta tarde, subiu para cinco o número de mortes devido às chuvas e outras 42 pessoas estavam feridas.

Até as 21h20 deste sábado (22), a Defesa Civil informou, em boletim, que não havia registros de mais mortes ou feridos além dos já registrados.

Casos

Somente neste sábado, três mortes foram confirmadas pela Defesa Civil (as outras duas haviam sido registradas ao longo da semana). Uma turista italiana, de 22 anos tentava atravessar uma ponte na região de Vargem Grande, em Florianópolis, e seu carro caiu no rio. Um homem de 38 anos foi encontrado morto em uma obra em Canasvieiras, também em Florianópolis. Segundo a Defesa Civil, é provável que a causa da morte tenha sido uma descarga elétrica.

Mais cedo, um bebê de três meses morreu em Massaranduba, vítima de soterramento. A família se preparava para deixar a residência, quando foi surpreendida por um deslizamento de terra.

Ainda em Florianópolis, na sexta-feira (21), um menino de 8 anos que estava perto de uma cachoeira foi levado pela força das águas. Na quarta-feira (19), foi registrada a primeira das cinco mortes, em Jaraguá do Sul, no norte do estado. Um operário de 42 anos morreu após ser atingido por um raio.

Emergência

De acordo com balanço da Defesa Civil, 28 cidades estão em estado de emergência por causa das chuvas que atingem o estado desde o início da semana. Desta sexta-feira (21) para sábado, subiu de 35 para 49 o número de cidades que registraram prejuízos.

As cidades em emergência são: Armazem, Barra Velha, Cocal do Sul, Corupa, Criciúma, Forquilhinha, Grão Pará, Guaramirim, Governador Celso Ramos, Içara, Imaruí, Itapoá, Jaraguá do Sul, Lauro Muller, Maracajá, Massaramduba, Meleiro, Mirim Doce, Morro da Fumaça, Morro Grande, Nova Veneza, Passo de Torres, Pedras Grandes, Santo Amaro da Imperatriz, Siderópolis, São José do Cerrito, Tubarão e Urussanga.

Rodovias federais

De acordo com boletim divulgado às 22h30 pela Polícia Rodoviária Federal, três rodovias federais possuíam trechos interditados por causa da chuva, a BR-101, a BR-280 e a BR-282.

Em Araquari, no km 54 da BR-101, duas faixas da pista, uma em cada sentido, estão interditadas com o trânsito fluindo lentamente, com formação de filas devido o afunilamento do trânsito, diz a PRF. Por volta das 22h30, existiam filas de 12 quilômetros em ambos os sentidos. A previsão de liberação trecho é na tarde deste domingo (23), conforme informação da concessionária, diz a PRF.

Ainda na BR-101, em Morro dos Cavalos, do km 234 ao km 235, a terceira pista no sentido sul foi interditada e o local sinalizado para prevenir possível queda de barreira, diz a PRF. No km 234 houve deslizamento de rochas e terra, obstruindo totalmente a rodovia, que está sem trânsito para o Sul.

Em São Francisco do Sul, no km 4 da BR-280,a rodovia está interditada no trevo que dá acesso à estrada estadual para Enseada, devido a alagamento. A água chega a mais de 1 metro de altura, de acordo com a PRF. No km 27,5 o trânsito está totalmente interditado nos dois sentidos. No km 29,1, o trânsito foi totalmente interrompido nos dois sentidos da via.

A BR-282, no Km 36, tem pista interditada por queda de barreira por enquanto sem previsão de liberação.  

veja também