Chega a seis o número de mortes após temporal na Grande SP

Chega a seis o número de mortes após temporal na Grande SP

Atualizado: Terça-feira, 11 Janeiro de 2011 as 10

Chegou a seis o número de mortes na Grande São Paulo após o temporal que atingiu a região metropolitana entre a noite de segunda-feira (10) e a madrugada desta terça-feira (11). A Defesa Civil de Mauá, no ABC, confirmou por volta das 8h45 a segunda morte na cidade – o corpo de um adolescente de 16 anos foi encontrado após ser soterrado no Jardim Zaíra.   Outra pessoa está desaparecida no local. A área fica próxima ao morro onde mãe e filho morreram na semana passada, também vítimas de um deslizamento de terra que soterrou uma casa.

Ainda em Mauá, os bombeiros localizaram por volta das 3h o corpo de um homem no Jardim Rosina, também vítima de um soterramento.   As outras quatro mortes foram registradas na capital paulista. Mãe e filha morreram após o desabamento da casa onde estavam, no bairro de Furnas, na Zona Norte, no início da madrugada desta terça. Segundo a Polícia Militar, as vítimas chegaram a ser socorridas, mas não resistiram aos ferimentos e morreram no hospital.

No Parque Fernanda, na Zona Sul, na divisa com Embu, na Grande São Paulo, outra residência desabou e causou a morte de um homem de 76 anos, de acordo com informações do Corpo de Bombeiros. Outro ocupante da casa ficou ferido e não corre risco de morrer. No Centro de São Paulo também foi registrada a morte de uma pessoa. Ela foi arrastada pela enxurrada.   Até esta segunda-feira (10), a Defesa Civil do estado registrava 11 mortes causadas pelas chuvas durante a Operação Verão, desde o dia 1º de dezembro de 2010.

São José dos Campos

Segundo a Defesa Civil de São José dos Campos, até as 7h desta terça, cinco pessoas estavam desaparecidas após o desabamento de um casa no bairro de Rio Comprido, na Zona Sul da cidade, por volta das 23h desta segunda-feira.    

veja também