MENU

Chinaglia diz que projeto de estabilidade do futuro pai dá mais segurança à família

Chinaglia diz que projeto de estabilidade do futuro pai dá mais segurança à família

Atualizado: Sexta-feira, 5 Dezembro de 2008 as 12

Ao defender a aprovação, no dia 4 de dezembro, pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, de projeto de sua autoria, que dá estabilidade provisória no emprego, de um ano, ao futuro pai, o presidente da Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), disse que a proposta visa dar mais segurança à gestante e à família no período de gravidez.

Segundo Chinaglia, é fácil imaginar que ao constatar uma gravidez, a possibilidade de perder o emprego cria uma insegurança na família. "A idéia é dar garantia num momento especial de qualquer pessoa. A insegurança afeta a mulher e isso tem repercussão no feto e no futuro bebê", disse o médico Arlindo Chinaglia.

De acordo com o presidente da Câmara, outra questão que pesou na apresentação do projeto foi o fato de que muitas vezes na hora da contratação, entre o homem e a mulher, a mulher pelo fato de ter estabilidade durante a gravidez, "não raras vezes é preterida". Ele entende que essa proteção ao futuro pai, de forma indireta, vai ajudar a mulher na busca do trabalho.

Chinaglia acredita que não haverá dificuldade para a sanção da proposta pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva após sua aprovação pelo Senado. "Todo esforço para uma sociedade mais justa, penso que tem encontrado eco nas sanções do presidente Lula, até porque não me parece que isso custe algo significativo a qualquer empresa".

O projeto, que foi aprovado em caráter conclusivo pela Comissão de Constituição e Justiça, só não será encaminhado diretamente para apreciação do Senado Federal, se for apresentado um requerimento assinado por no mínimo 52 deputados pedindo a votação da proposta pelo plenário da Câmara.

veja também