Chinesa é presa com joias roubadas da Tiffany & Co

Chinesa é presa com joias roubadas da Tiffany & Co

Atualizado: Quarta-feira, 9 Fevereiro de 2011 as 5:14

A polícia prendeu, nesta sexta-feira (4), duas pessoas responsáveis pela receptação e venda das joias roubadas da joalheria de luxo Tiffany & Co. O crime aconteceu em maio do ano passado.

Parte das joias foi encontrada com a comerciante chinesa Ceng Chumee, de 35 anos e parte com o comerciante Nelson José da Silva, de 51. Silva foi encontrado primeiro em Santos, no litoral paulista, e revelou que escondia as joias embaixo de um botijão de gás. Depois, indicou à polícia onde achar Chumee, que foi presa em sua loja na rua 25 de março. As peças estavam escondidas em cima de um armário na casa da comerciante no bairro da Aclimação.

Os dois presos foram autuados por receptação pelo delegado Marcelo Bianchi Fortunato, titular da DR Desmanches (Delegacia de Repressão a Desmanches Ilegais). A equipe recuperou 30 peças.

O Roubo

No dia 16 de maio de 2010, 72 peças foram roubadas da joalheria Tiffany & Co do Shopping Cidade Jardim, na zona sul de São Paulo, por homens armados com fuzis e metralhadoras. Na época, a empresa calculou o prejuízo em R$ 1,5 milhão. Ainda no ano passado, seis suspeitos do roubo foram presos.      

veja também