Chuva deixa Marginal Tietê em alerta e Zona Norte em estado de atenção

Chuva deixa Marginal Tietê em alerta e Zona Norte em estado de atenção

Atualizado: Terça-feira, 11 Janeiro de 2011 as 8:12

A chuva forte que atingiu a cidade de São Paulo entre a noite desta segunda-feira (10) e a madrugada desta terça-feira (11) fez com que a Marginal Tietê permanecesse em estado de alerta e a Zona Norte em estado de atenção por volta das 6h15. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura da capital, o Rio Tietê transbordou em quatro pontos: no posto da Dutra, na Ponte do Piqueri, na Barragem Móvel e na região do Limão.   Outros pontos da cidade também ficaram em alerta durante a madrugada devido ao transbordamento de rios e córregos, mas já tiveram sua situação melhorada - Butantã, Sé, Lapa, M’Boi Mirim e Freguesia do Ó. O restante da cidade ficou em atenção até às 4h40 desta madrugada.

(Para mais informações sobre o trânsito em São Paulo, você pode acompanhar as câmeras do G1, em vídeo , ou consultar a tabela com as condições das principais vias .)

Por causa dos alagamentos na Marginal Tietê, a CET recomendava nesta manhã que os motoristas evitassem a via . O rodízio municipal de veículos não foi suspenso.

De acordo com o CGE, áreas de instabilidade vindas do interior causaram os temporais na cidade. Nesta manhã, por volta das 6h15, chovia apenas fraco em alguns pontos isolados. Entretanto, ainda há risco de novos alagamentos e deslizamentos de terra. Para esta tarde, há previsão de mais pancadas de chuva.   Ainda segundo o CGE, o maior índice pluviométrico registrado até as 4h30 desta terça era na Vila Galvão (Cabuçu de Cima), com 125,2 mm. No Rio Tietê em São Muiguel/Guarulhos choveu 118,8 mm.

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), havia 51 pontos de alagamento em São Paulo por volta das 6h15 - 33 deles intransitávies. Desde a noite desta segunda-feira, foram registrados 120 pontos de alagamento na capital. Nesta manhã, havia alagamentos intransitáveis na Marginal Tietê, na Avenida Alcântara Machado, na Avenida Doutor Abraão Ribeiro, na Avenida Cruzeiro do Sul e na Avenida do Estado.

Em alguns trechos da Marginal Tietê, como na Ponte do Limão e na Barragem Móvel da saída da Rodovia Castello Branco, o nível do rio ainda não baixou.

Mortes

Na região do Jaçanã, Zona Norte, mãe e filha morreram após o desabamento da casa onde estavam, no bairro de Furnas, no início da madrugada desta terça. Segundo a Polícia Militar, as vítimas chegaram a ser socorridas, mas não resistiram aos ferimentos e morreram no hospital.

No Parque Fernanda, na Zona Sul, também por causa da chuva, outra residência desabou e causou a morte de uma pessoa, de acordo com informações do Corpo de Bombeiros. Outra ocupante da casa ficou ferida e não corre risco de morrer. A corporação não soube informar o sexo e a idade das vítimas.    

veja também