Chuva mata um e causa falta d'água no interior de São Paulo

Chuva mata um e causa falta d'água no interior de São Paulo

Atualizado: Segunda-feira, 10 Janeiro de 2011 as 10:33

Um motociclista morreu após ser atingido por uma árvore durante um temporal na sexta-feira (7), em Lins, cidade a 431 km de São Paulo. Igor Firmino Viana, de 21 anos, voltava para casa quando uma uma árvore caiu e o feriu na cabeça, rachando seu capacete. Em Marília, a 435 km da capital paulista, a chuva de sexta-feira causou o rompimento de uma adutora. Cerca de 200 mil habitantes estão sem água. Não há previsão para a normalização do serviço.

A chuva também deixou, desde o sábado (8), cerca de 300 pessoas ilhadas no distrito Camponesa, em Lins, após o temporal estourar a tubulação das casas, abrindo um grande buraco na única saída do distrito. Segundo a coordenadora da Defesa Civil da região, Maria Elisa, um caminho alternativo foi preparado pela prefeitura para quem quiser sair da cidade: é preciso percorrer uma distância de 18 km para chegar à sede do município.

De acordo com a Defesa Civil, dez pessoas já haviam morrido no Estado por causa das chuvas desde o início da Operação Verão, em 1º de dezembro, até a última sexta-feira: duas na capital, duas em Mauá, quatro em Jundiaí, uma em Tatuí e uma pessoa em Limeira - a morte do motociclista de Lins ainda não havia entrado no cálculo. Até sexta, contabilizavam-se também 11 feridos em decorrência de acidentes provocados pelos temporais: oito na capital, dois no ABC e um em Osasco.    

veja também