MENU

Cidade em SP quer multar quem não evitar transmissão da dengue

Cidade em SP quer multar quem não evitar transmissão da dengue

Atualizado: Quarta-feira, 29 Dezembro de 2010 as 9:09

A prefeitura de São José do Rio Preto, a 438 km de São Paulo, estuda a possibilidade de multar os moradores que mantiverem em suas residências água limpa e parada, que serve de criadouro para o Aedes Aegipty, mosquito transmissor da dengue.

“O poder público busca todas as formas, todas as maneiras, para poder fazer esse controle. A multa é uma possibilidade”, Frank de Oliveira, chefe da Vigilância Sanitária do município. Em 2010, a prefeitura multou 125 empresas que mantinham criadouros do mosquito.

Com a chegada do verão, o Aedes Aegipty encontra condições ideais para a sua procriação: calor e água à vontade. Uma única fêmea pode colocar até 500 ovos.

Só em 2010, mais de 24500 pessoas tiveram dengue em São José do Rio Preto e 11 pessoas morreram por causa da dengue no município.

Para evitar a procriação do mosquito transmissor da dengue, é preciso tomar cuidados especiais para evitar que a água fique parada em pneus, garrafas e vasos de plantas. Recomenda-se também cobrir as caixas d´água.

veja também