MENU

Cinegrafista morto é homenageado em troca de comando no Alemão

Cinegrafista morto é homenageado em troca de comando no Alemão

Atualizado: Segunda-feira, 7 Novembro de 2011 as 2:46

Troca de comando no Alemão

(Foto: Carolina Lauriano/G1) O cinegrafista da TV Bandeirantes Gelson Domingos da Silva , que morreu com um tiro no tórax durante a cobertura da operação policial no domingo (6), foi homenageado durante a troca de comando da Força de Pacificação do Conjunto de Favelas do Alemão e da Penha, ambas na Zona Norte do Rio de Janeiro. O comandante do Comando Militar do Leste (CML), general Adriano Pereira Júnio, ressaltou o trabalho da Justiça e também da imprensa no processo de pacificação.

“Ressalto também o trabalho da imprensa, que tem nos acompanhado e tem visto como nós trabalhamos, e tem divulgado aquilo que está acontecendo aqui. Imprensa essa que eu rendo a minha homenagem ao cinegrafista morto da Band, e esperamos que o nosso trabalho colabore para que fatos como esse não se repitam no estado do Rio nem no nosso país, em que profissionais exercendo a sua atividade percam a vida de forma brutal como foi o ocorrido ontem com o cinegrafista que eu conheci, tive a oportunidade de conversar com ele”, disse o general, durante seu discurso.

O cinegrafista morreu durante operação na Favela do Antares, na Zona Oeste do Rio, onde o patrulhamento está reforçado nesta segunda-feira (7). No domingo, a ação terminou com nove presos e cinco mortos. Gelson Domingos da Silva usava colete à prova de balas. O corpo do cinegrafista está sendo velado no Cemitério Memorial do Carmo, no Caju, na Zona Portuária, e será enterrado às 14h, no mesmo local.

O comandante da Polícia Militar, coronel Erir Ribeiro da costa Filho, também lamentou a morte do cinegrafista e afirmou que a PM pretende estabelecer critérios para as coberturas jornalísticas em operações policiais.

“A imprensa nunca foi convidada, mas só que o repórter que cobre a área policial é um policial. Infelizmente aconteceu isso com o nosso amigo. Mas nós vamos tentar reunir o sindicato dos cinegrafistas, de jornalistas, para conversar, para ter um critério até de segurança, que o policial quando falar com o repórter “daqui vocês não podem passar”, que eles possam obedecer”, disse.

Troca de comando

A substituição da tropa no Alemão faz parte do planejamento operacional do CML. Nesta segunda, assumiu a coordenação das ações de preservação da ordem pública na região a 4ª Brigada de Infantaria Motorizada de Juiz de Fora, em substituição à 9ª Brigada de Infantaria Motorizada. O general Otávio Santana Rêgo Barros entrou no lugar do general Cesar Leme Justo.

De acordo com o secretário interino de Segurança Pública, Edval Novaes, até junho de 2012 o Alemão terá uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). “Já temos nosso cronograma preparado, até junho nos teremos a Polícia Militar completamente dentro do Complexo do Alemão”, afirmou.          

veja também