Com base em camiseta, perita afirma: 'Alexandre defenestrou a vítima'

Com base em camiseta, perita afirma: 'Alexandre defenestrou a vítima'

Atualizado: Quarta-feira, 24 Março de 2010 as 12

Prestando depoimento desde a manhã desta quarta-feira (24), a perita Rosângela Monteiro respondeu a um longo e detalhado roteiro de perguntas estipulado pela defesa: mais de 50 em uma hora.

Ao descrever como a morte de Isabella teria ocorrido, de acordo com a análise da perícia, ela contou que Alexandre entrou no apartamento carregando a menina. Questionada sobre como chegou até o nome de Alexandre, a perita afirmou que não há informações no inquérito que leve a crer que outra pessoa teria levado a menina no colo. "E também tem a camiseta, que é uma prova muito importante [pois mostra as marcas da rede de proteção da janela do apartamento]. Ele defenestrou a vítima”, afirma a perita. Defenestrou é o termo técnico usado para definir ätira janela afora violentamente".

A advogada Roselle Soglio, que já fez curso de perícia criminal juntamente com a testemunha, foi a encarregada por questionar o trabalho realizado pelo Instituto de Criminalística. Ela perguntou à perita sobre todo o procedimento realizado no apartamento do casal e no Edifício London, questionou os procedimentos técnicos e sobre as marcas de sangue encontradas em Isabella. Mas não encontrou contradições na análise apresentada.

Segundo a perita, que explicou detalhadamente e com calma todos os procedimentos de apuração e análise, Isabella tinha um ferimento na testa, que pingou em sua perna direita. E acrescentou que provavelmente a criança estava desacordada, quando posta perto do sofá, na sala na casa. "É muito difícil controlar uma criança sangrando. Como as gotas caíram uma sobre a outra, ela teria de estar imóvel. Então, provavelmente estava desacordada."

veja também