MENU

Com greve da PM, homicídios passam de 70 em Salvador e região metropolitana

Com greve da PM, homicídios passam de 70 em Salvador e região metropolitana

Atualizado: Domingo, 5 Fevereiro de 2012 as 2:55

iG São Paulo

Sem intervenção policial há seis dias, Salvador e região têm 78 assassinatos. Mortes mais do que dobraram na capital em relação relação a semana passada

 

 

Militares do Exército fazem patrulhamento na av. Manoel Dias, em bairro de Salvador

Foto: AE

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) registrou 78 homicídios durante os seis dias de greve da Polícia Militar do Estado. Na semana passada, quando não havia paralisação da categoria, ou seja, das 21h do dia 24 (terça) até as 13h do dia 29 (domingo), foram registradas 34 mortes. Isso representa um aumento de aproximadamente 129% do índice de homícidio doloso durante a greve em Salvador e região metropolitana. 

 

Entre as últimas mortes confirmadas pela secretaria, oito ocorreram nesta madrugada. Três homens foram executadas na rua Valéria, mas os corpos  ainda não foram identificados. Os outros homicídios foram registrados em Pau da Lima, Itinga, Marechal Rondon e Candeias.

Comparando os seis dias de paralisação, a sexta-feira (3) ainda é considerada a mais violenta. Em apenas um dia, 32 pessoas foram assassinadas, 16 sofreram tentativas de homicídios e 72 veículos foram roubados.

Anistia e bonificações: PMs grevistas reduzem lista de reivindicações na BA

Jaques Wagner: Governador da Bahia vê &atos condenáveis& em greve da PM

Outro número do balanço da greve que chama atenção é o número de tentativa de homicídios no Estado. Em seis dias, 42 pessoas já foram atacadas em diferentes partes da capital Salvador e região metropolitana. Sobre veículos furtados ou roubados no período, as ocorrências atingem a marca de 178.

Viaturas

Ontem, a PM recuperou 16 viaturas policiais que foram apreendidas ilegalmente por manifestantes ligados à Associação dos Policiais, Bombeiros e dos seus Familiares do Estado Bahia (ASPRA) em cumprimento a um mandado de reintegração de posse expedido pela justiça baiana. Os carros foram levados para o Departamento de Apoio Logístico.

"Estamos trabalhando junto ao departamento competente da PM para que essas viaturas voltem o mais rápido possível para a operação normal das ruas de Salvador", afirmou o Coronel Gilson Santiago, diretor de Comunicação da Polícia Militar.

*com AE


Continue lendo...

veja também