MENU

Com morte de Eliseu Resende, DEM é superado por PTB no Senado

Com morte de Eliseu Resende, DEM é superado por PTB no Senado

Atualizado: Segunda-feira, 3 Janeiro de 2011 as 10:03

A morte do senador Eliseu Resende (DEM-MG) no domingo (02) tirou do DEM o título de quarta maior bancada do Senado a partir de fevereiro, quando assumirão os congressistas eleitos em outubro de 2010.

No lugar de Resende, que tinha mandato até 2015, assumirá o suplente Clésio Andrade (PR-MG), presidente da CNT (Confederação Nacional dos Transportes) e ex-vice-governador de Minas (2003-2006).

Caindo de seis para cinco senadores, o DEM será superado pelo PTB, que tem seis cadeiras e passará a ser a quarta bancada, atrás de PMDB, PT e PSDB, nessa ordem.

O DEM no Senado será formado por Maria do Carmo Alves (SE), Kátia Abreu (TO), Jayme Campos (MT), José Agripino (RN) e Demóstenes Torres (GO).

O partido será a quinta bancada da casa ao lado do PP, que terá Francisco Dornelles (RJ), Ivo Cassol (RO), Ana Amélia Lemos (RS), Benedito de Lira (AL) e Ciro Nogueira (PI).

A ascensão de Clésio Andrade mantém o PR, junto com o PDT, como sexta bancada da Casa, com quatro senadores. Junto com ele estarão Magno Malta (ES), Blairo Maggi (MT) e João Ribeiro (TO).

O senador Alfredo Nascimento (PR-AM) assumirá o Ministério dos Transportes e dará vaga a um suplente do PT.

BIOGRAFIA

Aos 81 anos, Rezende estava internado no Incor (Instituto do Coração), em São Paulo, no dia 30 de novembro, para tratamento de um câncer. Segundo o hospital, a causa da morte foi falência múltipla dos órgãos.

O corpo será velado nesta segunda-feira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

O senador nasceu em Oliveira (MG) em 1929 e era formado em engenharia civil pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).

Professor de engenharia, Resende começou na vida pública como diretor-geral do Departamento de Estradas de Rolagem de Minas.

De 1979 a 1982, o senador foi ministro dos Transportes do governo João Figueiredo.

Ele saiu do ministério para disputar o governo Minas. Foi derrotado por Tancredo Neves.

Depois de passar por diversos conselhos de administração de estatais e empresas privadas, Resende foi ministro da Fazenda do governo Itamar Franco por pouco mais de dois meses.

De 1995 a 2006, Resende exerceu três mandatos consecutivos na Câmara dos Deputados.

Há quatro anos, ele venceu a eleição para o Senado, vencendo o ex-governador Newton Cardoso.

Em nota, o governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB), lamentou a morte.

"Registro com pesar a perda para Minas de um dos mais íntegros homens públicos de sua história. O senador Eliseu Resende sintetizou a vocação mineira para a política e para o debate de ideias", afirmou o governador.

veja também