MENU

Com recursos garantidos, obras do metrô de Fortaleza (CE) devem acelerar

Com recursos garantidos, obras do metrô de Fortaleza (CE) devem acelerar

Atualizado: Terça-feira, 25 Agosto de 2009 as 12

Já que a falta de verba não é mais empecilho para o andamento das obras do Metrofor, os órgãos do Governo do Estado unem forças para que o tão sonhado metrô possa operar em 2011.

É hora de acelerar. Fazer em menos de um ano e meio o que não foi possível realizar em uma década. É difícil, mas perfeitamente possível quando se tem dois elementos remando a favor: disponibilidade de recursos e mão de obra para dar conta das demandas.

É trabalhando em cima dessa perspectiva que os gestores que encabeçam a responsabilidade pelas obras do Metrô de Fortaleza (Metrofor) assumem o compromisso de afirmar a quem tanto aguarda para andar de metrô que ''agora vai!''.

A equação financeira para a conclusão do projeto já está montada, ressalta o secretário de Infraestrutura do Estado, Adail Fontenele. Ele afirma que pelo menos R$ 800 milhões devem ser aplicados até o fim das obras. Esse valor representa mais da metade do total investido até hoje, já que o Metrofor tem orçamento total avaliado atualmente em R$ 1,44 bilhão. ''Só para aplicar nos próximos meses eu já tenho garantido R$ 170 milhões. São R$ 100 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), R$ 55 milhões do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e R$ 15 milhões de recursos do próprio Governo”, diz Adail, estimando que, por mês, sejam aplicados R$ 30 milhões nas diversas atividades de construção.

Quando o assunto é mão de obra o discurso também é otimista. O titular da Seinfra diz que o consórcio responsável pela execução das obras está comprometido a contratar até dois mil funcionários (quase o triplo do quadro atual) para que todos os cronogramas de execução do empreendimento sejam mantidos. ''Quando chegarmos à parte de instalação elétrica, prevista para o fim do próximo ano, teremos um pico de até três mil funcionários'', projeta o secretário.

A operação para dinamizar as obras terá arrancada final em setembro de 2010. Nesse período, devem chegar ao Ceará os 20 trens elétricos que serão usados na linha do Sul (que liga Pacatuba a Fortaleza). ''Até dezembro do que ano que vem nós vamos convidar a população para fazer os testes nesses trens, que são rápidos e seguros'', adianta Rômulo Fortes, presidente da Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos.

Questionado sobre quando a população poderá andar de metrô pra valer, Fortes afirma sem medo que, ''até o fim do primeiro semestre de 2011, o serviço estará sendo usado comercialmente''.

O Jornal O Povo procurou contato com o consórcio construtor do metrô e recebeu a confirmação, por meio da assessoria de imprensa das construtoras, de que os acordos firmados com o Governo do Estado serão obedecidos.

No momento, o Governo prioriza quatro ações para imprimir um novo ritmo às obras: a construção de um viaduto para a passagem do metrô na avenida José Bastos, o reforço da estrutura do Lord Hotel (situado na praça José de Alencar), o avanço da escavação dos túneis no Centro de Fortaleza e o início das obras nas estações da Lagoinha e João Felipe, que terá nova sede, também no Centro.

Ações previstas para este ano

> PARA DEMOLIR: Viadutos ferroviários sobre a rua Padre Cícero e avenida Carapinima e remoção dos aterros de acesso ao segundo viaduto (foto acima).

> PARA CONCLUIR: Centro de manutenção do metrô; estações Vila das Flores, Jereissati, Maracanaú, Novo Maracanaú, Pajuçara, Alto Alegre, Aracapé, Conj. Esperança, Mondubim, Manuel Sátiro e Parangaba; viaduto rodoviário da rua Nereu Ramos; elevado de Parangaba (exceto trecho da estação antiga); e subestação de Pajuçara.

> PARA CONSTRUIR: Estação Vila Pery; infraestrutura do trecho entre Aracapé e o início do elevado de Parangaba; viaduto rodoviário da rua Desembargador Praxedes; transição do trecho em superfície para o trecho subterrâneo.

> PARA INICIAR: Obras de infraestrutura do fim do elevado até o viaduto da rua Costa Mendes; obras da passagem inferior de veículos e pedestres da avenida Wenefrido Melo; e continuidade das obras das estações Benfica e São Benedito.

PROJETO METROFOR OBRAS PRIORITÁRIAS

> ESCAVAÇÃO DE TÚNEL Situação: Escavação do túnel de cerca de 500 metros de extensão no sentido rua Castro e Silva/rua Guilherme Rocha (Centro), nas proximidades da futura estação da Lagoinha, e a conclusão da laje inferior do túnel. Início das obras: Já em andamento.

Previsão de término: Agosto de 2010.

> ESTAÇÕES DA LAGOINHA E JOÃO FELIPE Situação: O projeto de construção das duas estações está em licitação. Início das obras:

Setembro de 2009 (Lagoinha) e até dezembro (João Felipe).

Previsão de término: Março de 2011.

> LORD HOTEL Situação: A licitação para execução da recuperação estrutural do Edifício Lord Hotel, localizado na praça José de Alencar, ocorreu no dia 3 de julho deste ano. A licitação está em análise de habilitação. Previsão de início: Setembro deste ano. Previsão de término: Janeiro de 2010.

> VIADUTO PADRE CÍCERO Situação: No último dia 21 de julho foi assinado o contrato entre o Metrofor e a empresa Herson Engenharia de Avaliação LTDA para elaboração de laudos de avaliação dos imóveis que serão desapropriados para a implantação do viaduto. O projeto está orçado em R$ 11,1 milhões. Início das obras: Setembro deste ano.

Previsão de término: Setembro de 2010.

veja também