Começa julgamento de ex-PM acusado de matar irmãos no Ceará

Começa julgamento de ex-PM acusado de matar irmãos no Ceará

Atualizado: Quarta-feira, 7 Dezembro de 2011 as 12:54

Às 10h desta quarta-feira (7), começou o julgamento do ex-capitão da Polícia Militar Daniel Gomes Bezerra acusado de matar dois irmãos estudantes de medicina em 2007, no município de Iguatu, a 384 km de Fortaleza. Familiares e testemunhas estão no 1º Tribunal do Júri, no Fórum Clóvis Beviláqua. No último dia 29, o  julgamento foi adiado devido a ausência de uma testemunha. A mãe dos estudantes passou mal e teve de ser retirada da sala de julgamento. Defesa e acusação, inicialmente, escolhem o juri que decidirá se o policial é ou não culpado pelo crime. De 25 nomes para formar o juri, somente sete participarão do julgamento. A ordem da escolha é definida por sorteio.

O caso

De acordo com a denúncia do Ministério Público (MP) do Estado, os irmãos foram assassinados a tiros na madrugada de 17 de março de 2007, em uma churrascaria, durante uma discussão. Segundo testemunhas, Marcelo Moreno Teixeira foi urinar próximo ao carro de Daniel Gomes, onde a enteada do policial estava dormindo.

Ao ver a cena, ele foi tomar satisfações com o estudante. O PM agrediu e atirou no abdome do rapaz. Leonardo saiu em defesa do irmão e também foi atingido no abdome. As vítimas foram socorridas, mas não resistiram aos ferimentos.

No mesmo dia, o acusado se apresentou à Delegacia de Jaguaribe e confessou ter matado os irmãos, alegando legítima defesa. Afirmou que a arma usada foi tomada de um dos universitários e que, atirar, foi o único meio para se defender das agressões dos estudantes.

Em 18 de março do mesmo ano foi pedida a prisão preventiva dele. Desde então, Daniel Gomes Bezerra se encontra preso no Batalhão de Choque da Polícia Militar, na Capital. Em maio de 2010, após procedimento administrativo, foi demitido das funções da PM.

veja também