MENU

Começa julgamento de PMs acusados de duas mortes em SP

Começa julgamento de PMs acusados de duas mortes em SP

Atualizado: Quinta-feira, 17 Março de 2011 as 11:39

Começou pouco antes das 10h desta quinta-feira (17) o julgamento de três policiais militares acusados de integrar um grupo de extermínio que agia em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. Eles respondem por duas mortes ocorridas em maio de 2008. O grupo ficou conhecido como “highlanders”. O apelido se deve ao fato de as vítimas, depois de mortas, serem decapitadas.

O julgamento começou com o depoimento de uma das nove testemunhas de acusação. Também serão ouvidas dez testemunhas de defesa.

Segundo as investigações, os policiais teriam sequestrado dois rapazes no Capão Redondo, Zona Sul de São Paulo. Os corpos foram encontrados em Itapecerica da Serra. Seis policiais são acusados do crime.

Jorge Kazuo Takiguti, Jonas Santos Bento e João Bernardo da Silva, julgados nesta quarta, estão presos desde o começo de 2009, mas sempre negaram participação nas mortes.

Já os soldados Rodolfo da Silva Vieira, Marcos Aurélio Pereira Lima e Ronaldo dos Reis Santos serão julgados em um júri separado porque houve desmembramento do caso – os três confessaram o crime. O grupo de extermínio seria formado por 12 policiais que trabalham em um batalhão da Zona Sul de São Paulo. Outros quatro policiais já foram julgados e condenados. Eles integravam a Força Tática desse batalhão da PM.

O grupo só foi identificado depois do desaparecimento de um rapaz deficiente mental. Ele foi visto por testemunhas sendo colocado em um carro da PM em outubro de 2008. O corpo dele foi localizado dois dias depois sem a cabeça e as mãos. Quatro policiais militares foram julgados pelo crime e condenados a 18 anos e oito meses de prisão.      

veja também